Identificadas as duas vítimas da queda de avião mineiro em SC

O avião, um BEECH AIRCRAFT bimotor com capacidade para seis pessoas, partiu de Governador Valadares (MG) com destino a Florianópolis

Por Plox

04/06/2024 17h05 - Atualizado há cerca de 1 mês

Os corpos de Antônio Augusto Castro e do piloto Geraldo Cláudio de Assis Lima foram encontrados nos destroços do avião de pequeno porte que caiu entre Garuva e Itapoá, no norte de Santa Catarina. 

O acidente ocorreu na noite de segunda-feira (3), e os restos da aeronave foram localizados na manhã desta terça-feira (4) pelo Corpo de Bombeiros, em uma área de mata fechada e de difícil acesso.

Antônio Augusto de Castro Santos é empresário em Governador Valadares — Foto: Redes Sociais

Tentativa de pouso e buscas
O avião, um BEECH AIRCRAFT bimotor com capacidade para seis pessoas, partiu de Governador Valadares (MG) com destino a Florianópolis. No entanto, por volta das 18h de segunda-feira, o piloto fez contato com o controle aéreo do aeroporto de Joinville, tentando um pouso não programado. "Por motivo ainda desconhecido", afirmou o aeroporto, o piloto optou por descer em Joinville, mas arremeteu e caiu na região de Barrancos.

O capitão Ricardo Dummel informou que os bombeiros foram acionados por volta da 1h desta terça-feira, após um incêndio ser avistado na área. Para chegar ao local, os socorristas abriram uma trilha na mata próxima à SC-416. Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) também foi enviado à região ainda na noite de segunda-feira para auxiliar nas buscas.

Foto: Geraldo Cláudio de Assis Lima 

Detalhes da aeronave
De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o avião tinha a matrícula PS-BDW e estava com a situação de aeronavegabilidade regular, embora não estivesse autorizado a realizar táxi aéreo. A FAB mobilizou uma aeronave SC-105 Amazonas e um helicóptero H-36 Caracal para a operação, coordenada pelo SALVAERO Curitiba.

Tecnologia de busca
O SC-105 Amazonas, utilizado nas buscas, está equipado com tecnologia avançada, incluindo um radar com alcance de 360 quilômetros e um sistema de comunicação via satélite que permite contato com outras aeronaves e centros de coordenação de salvamento, mesmo em voos a baixa altura. A aeronave também possui sistemas de busca por imagem e espectro infravermelho, que detectam calor, facilitando a localização de objetos encobertos pela vegetação ou de pessoas no mar.

Destaques