Mãe descobre abuso e arquiteto é preso no Rio por estupro de menina de 11 anos

Mensagens no celular da filha revelaram o crime; suspeito foi detido em Copacabana

Por Plox

04/06/2024 10h13 - Atualizado há cerca de 1 mês

Policiais da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, prenderam nesta segunda-feira (3), em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, o arquiteto Paulo Sérgio de Oliveira Araújo, de 55 anos, acusado de estupro de vulnerável. O crime foi descoberto após a mãe da vítima encontrar mensagens suspeitas no celular da filha de 11 anos.

 

Foto: Reprodução/TV Globo

A aproximação do criminoso

De acordo com a polícia, Araújo começou a se aproximar da criança no mês passado, quando ela ia para a escola. Utilizando táticas manipulativas, ele ganhou a confiança da menina oferecendo doces, bijuterias e transferindo dinheiro para sua conta via Pix. Este contato frequente evoluiu para abuso, conforme apontou o laudo da perícia.

Investigação e prisão

Os investigadores da Deam confirmaram que o arquiteto manteve contato com a menina ao longo de abril, período em que se estabeleceu uma relação de confiança que culminou no crime. A denúncia foi formalizada pela mãe da criança, que, ao perceber as mensagens impróprias no celular da filha, procurou a polícia imediatamente.

A ação rápida da Delegacia Especializada resultou na prisão de Araújo, que agora responderá por estupro de vulnerável. A polícia continua as investigações para reunir mais provas e garantir a segurança de outras possíveis vítimas.

Denúncias e proteção

Este caso destaca a importância da vigilância dos pais sobre as atividades online de seus filhos e a prontidão em denunciar quaisquer comportamentos suspeitos às autoridades. A Deam reforça seu compromisso em proteger crianças e adolescentes, encorajando a sociedade a colaborar na luta contra abusadores.

Destaques