Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Mulher transexual quer processar garçom que a impediu de usar banheiro feminino

    Bruna estava em um bar com os amigos e ao se dirigir ao sanitário para mulheres relata que foi barrada

    Por Plox

    04/07/2019 19h34 - Atualizado há mais de 2 anos

    Uma mulher transexual de 36 anos relatou ter sido barrada pelo garçom de usar o banheiro feminino de um bar em Lavras (MG), na semana passada. A suposta vítima, identificada apenas como Bruna, que é universitária, pretende mover um processo contra o atendente. 

    Conforme disse em entrevista para a TV Alterosa, ela estava com amigos no bar, quando resolveu se levantar para usar o toalete feminino. Ao chegar ao local, o garçom a impediu e mandou utilizar o destinado aos homens. “Aqui não, aqui você tem que usar o banheiro masculino”, disse o funcionário, segundo o relato de Bruna. A transexual disse que ainda questionou o garçom sobre a atitude dele. “Eu fiquei muito chateada, me senti humilhada, desvalorizada com tudo o que aconteceu. Porque, em pleno século 21, que nó estamos, um domingo, sete da noite, acontecer isso comigo?”, comentou. A universitária disse que nunca viveu situação semelhante, em locais públicos sempre usa o sanitário feminino, e no caso do bar, pelo fato de ter aparência feminina, seria perigoso usar o masculino, pois “poderia sofrer um abuso”, “ser agredida, ia sofrer bullying”. Conforme Angélica Meyer, advogada entrevistada pela reportagem, Bruna poderia utilizar o sanitário feminino sem nenhum problema, pois o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu recentemente que basta a autodeclaração para fazer valer o gênero da pessoa. O garçom foi procurado pela reportagem e não foi encontrado. Para a Polícia Militar, ele disse que tentou se desculpar com Bruna e que tudo não passou de um mal-entendido, o que foi rebatido pela universitária.

    Atualizada às 17h33
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]