Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Reunião entre governador Zema e Bolsonaro acelera conclusão da BR-381

    Governo quer entregar para a iniciativa privada apenas a BR-381. O leilão desta parte deve ocorrer até o fim deste ano, provavelmente em outubro de 2022.

    Por Plox

    04/07/2022 23h34 - Atualizado há cerca de 1 mês

    Um dos principais gargalos do estado de Minas Gerais, o projeto de melhoria, ampliação e intervenção da BR-381 / BR-262 e outras rodovias foram tema de reunião entre o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) e o governador do estado de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) no Palácio do Planalto em Brasília na tarde desta segunda-feira (04/).

    A BR-381 compreende os trechos entre Belo Horizonte e Governador Valadares (Rio Doce), envolvendo também o Vale do Aço. Enquanto a BR-262 liga a capital mineira, Belo Horizonte (MG) e Viana, no Espírito Santo. “É uma obra fundamental para o desenvolvimento do Vale do Aço e para criar um corredor de exportação de Minas e Espírito Santo, o que beneficia também o Espírito Santo”, disse Romeu Zema.

    Veja o vídeo: 

     

     

    O governador de Minas Gerais ao chegar no Palácio do Planalto falou com a imprensa e afirmou que a infraestrutura da BR-381 (MG) / BR-262 (ES) é fundamental para o desenvolvimento da região do Vale do Aço e também para expandir a exportação entre o estado mineiro e capixaba. Segundo Zema, o acordo de Mariana irá prever 2 bilhões de reais, para que o projeto das concessões das rodovias seja finalizado, isso já acordado também com o governador do estado do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB-ES).

    “O ministro já adiantou que para poder viabilizar a concessão da 381/262 elas serão feitas de maneira separada. E tanto eu, quanto o governador Casa Grande já concordamos também que assim que sair o acordo de Mariana, assim que sair não, né? Que no acordo de Mariana já vai ficar previsto algo como 2 bilhões de reais, envolvendo Minas e Espírito Santo para que este projeto de concessão fique de pé. É um projeto que está tendo dificuldade, porque asfalto subiu o preço, aço subiu o preço, cimento subiu, e os investidores estão muito avessos a fazer investimentos aonde o risco de retorno fique ameaçado. Espírito Santo e Minas já acordaram”, falou Romeu Zema.

    O Ministério da Infraestrutura alterou o modelo de concessão da BR-381. O edital que antes unia as rodovias 381 e 262 em uma mesma concessão foi desmembrado. Desta forma, a pasta quer entregar para a iniciativa privada apenas a BR-381 (297 quilômetros entre Belo Horizonte e Governador Valadares). O leilão desta parte deve ocorrer até o fim deste ano, provavelmente em outubro de 2022.

    O motivo desta alteração foi a falta de interesse da iniciativa privada pelo projeto de concessão das rodovias BR-381 (MG) / BR-262 (ES), que já teve adiamento de quatro leilões, o último em fevereiro deste ano.

    Para o trecho entre a cidade de João Monlevade (MG) e o litoral do Espírito Santo (cerca de 270 quilômetros), serão usados os recursos do acordo de reparação com a Samarco, responsável pelo rompimento da barragem em Mariana, em 2015, conforme disse Romeu Zema, nesta segunda-feira (04/07) em Brasília. 

    O projeto prevê obras na malha que abrange 686,10 quilômetros. Com cálculo de investimento entre R$ 13 a R$ 15 bilhões, em contrato previsto para 30 anos, segundo Marcello da Costa Vieira, Secretário Nacional de Transportes Terrestres (SNTT).


     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]