Ipatinga

economia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Valor da passagem de ônibus pode ter queda em Ipatinga

    Prefeitura encaminhou projeto à Câmara para subsidiar parte do valor da passagem no município

    Por Plox

    04/07/2022 15h19 - Atualizado há cerca de 1 mês

    Nesta segunda-feira (4), a prefeitura de Ipatinga anunciou que irá encaminhar à Câmara Municipal, um projeto de lei para subsidiar parte do valor do transporte coletivo no município.

    Segundo a Prefeitura, seria custeado o valor de R$ 1,00 para cada passagem e, com isso, o valor da tarifa, que atualmente é de R$ 4,20, passaria a ser de R$ 4,00. Com uma média de 500 mil usuários, a Prefeitura repassará cerca de R$ 500 mil por mês, em média, de subsídio.

    Assista ao vídeo:

     

    Ainda conforme a Administração Municipal, o projeto foi encaminhado em caráter de urgência e terá um período de 12 meses, deixando assim, um tempo hábil para que a Administração e a empresa responsável, possam dialogar em relação a um novo valor de tarifa.

    Coronel Fabriciano: novo valor de tarifa de ônibus

    A passagem das linhas de ônibus que rodam no município passará de R$ 4,10 para R$ 4,70. O decreto 7.987/2022, fixando o reajuste, será publicado no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira (24).

    Foto: Divulgação / arquivo Plox

     

    A Prefeitura conseguiu limitar o aumento em 14,63% após uma longa negociação com as empresas que operam o serviço. O índice é seis vezes menor do que o reivindicado pelas empresas (84%), o que elevaria o preço tarifa para R$ 7,58. Ainda conforme o decreto, o último reajuste autorizado pelo município foi em junho de 2019, ou seja, há três anos. A inflação acumulada no período é de 22,99%.

    Em nota enviada à imprensa, a Prefeitura já havia manifestado que considera elevado o valor da passagem. No entanto, “entende o índice de 14,63% como justo e suficiente para a manutenção do atual serviço prestado e está condicionado ao fato de as empresas que integram o consórcio e onde estão admitidos os trabalhadores, apresentarem suas documentações que comprovem estarem em dias com suas obrigações patronais, como: INSS, FGTS, etc”.

    A contraproposta da Prefeitura de Fabriciano foi aceita pelo consórcio que opera o serviço no último dia 20, via ofício, e ratificada em audiência virtual realizada no Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região realizada nesta quarta-feira (22). 


     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]