Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Cavalo campeão em exposição de BH custa R$ 8 milhões

    Cada dose do sêmen do animal pode chegar até R$ 5 mil

    Por Plox

    04/08/2019 13h29 - Atualizado há cerca de 2 anos

    Livros de história muitas vezes relatam o cavalo como  um dos responsáveis por ajudar na construção do Brasil, seja nas lavouras carregando os peões ou puxando a charrete dos poderosos. 

    Mas depois que o automóvel foi inventado, o animal começou a ser substituído. Hoje temos carros com muitos “cavalos” de potência como os da Ferrari, da Lamborghini, da Porsche, da Bugatti, alguns com preços acima dos R$ 3 milhões.

    Mas quando se refere ao animal, logo vem à mente uma das raças que é a das mais conhecidas do mundo, o Mangalarga Marchador. E foi um animal dessa raça, que surpreendeu na 38° Exposição Nacional de Mangalarga Marchador, ocorrida entre 16 e 27 de julho, em Belo Horizonte-MG.

    TG7A7111 15 24Foto: reprodução/ABCCMM

    Comandante Elfar, como se chama o animal, foi avaliado em R$ 8 milhões, valor suficiente para comprar vários carros citados anteriormente. O cavalo, que tem apenas quatro anos, é o mais caro do país no momento, segundo o presidente da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM), Daniel Borja. “Foi a primeira vez que ele disputou o campeonato nacional, o mais importante do país. É um animal jovem, tem quatro anos e se tornou o mais caro do momento por causa do título”, informa.

    comandante-elfarO Cavalo campeão Comande Elfar. Foto: reprodução/ABCCMM

     
    E não é só o animal que vale dinheiro, também tem o seu sêmen, que pode custar cerca de R$ 5 mil, a dose. “Cada dose pode custar até R$ 5 mil. Se ele cobrir quatro éguas, o retorno é de R$32 mil”, disse Borja.
     
    O cavalo ficará em uma baia especial, chamado de central de embriões. O sêmen será recolhido três vezes por semana, e a expectativa é que seja usado para fecundar com a égua Celeste Elgar, uma das campeãs da exposição, avaliada em cerca de R$ 2 milhões. Após o processo, o embrião é retirado e colocado em uma “barriga de aluguel”, para preservar a Celeste, pois ela é muito valiosa para poder passar por um processo de parto.

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]