Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Após 25 anos, idoso confessa que matou e enterrou a companheira no banheiro

    O suspeito, de 64 anos, diz que a matou por ciúmes e resolveu confessar por remorso

    Por Plox

    05/08/2019 01h49 - Atualizado há mais de 2 anos

    Um idoso, de 64 anos, procurou a polícia e confessou ter matado e enterrado a sua esposa no banheiro de sua casa há 25 anos. O caso ocorreu no bairro Jardim das Palmeiras, em Sinop-MT.

    Um homem confessou ter matado sua companheira, Luzinete Leal Militão, em 1964, quando ela tinha apenas 28 anos. Nesta terça-feira (30), ele procurou a polícia e confessou o crime. Na escavação feita na sexta-feira (2), além dos restos mortais, foram encontrados documentos e objetos da vítima, posteriormente recolhidos para perícia. O idoso, Jairo Narciso da Silva, foi quem indicou a localização em que o corpo estava.

    (Foto: reprodução)

    (Foto: reprodução: Polícia Civil - MT)

    Segundo Ugo  Angelo Rech de Mendonça, delegado responsável, havia 20 centímetros de concreto sob os ossos e objetos pessoais de Luzinete. Silva e a esposa moravam no local com duas crianças, um filho do casal de seis anos e um outro filho da esposa, de 10 anos, pertinente a outro relacionamento. 

    O caso

    Em 30 de julho o idoso procurou a Polícia Civil contando que queria confessar um crime. “Ele veio até mim quando estava de plantão. Estava com a esposa, inclusive, e falou que queria confessar a prática de um crime. Até achei que era alguma coisa mais leve. E acabou falando que matou a esposa e enterrou o corpo, em um banheiro”, contou o delegado.

    Foi confirmado pela PM em 21 de outubro de 1994 um boletim de ocorrência registrado sobre o desaparecimento da mulher. No boletim foi relatado que ela sumiu na noite do dia 17 para 18 de outubro e nunca mais voltou para casa. Ainda de acordo com o idoso, ele decidiu confessar o crime por remorso, contando que havia tentado matá-la com um golpe de ferro na cabeça, mas como ela não morreu, ele a asfixiou.

    De acordo com o suspeito, ele falou para os filhos que a  mulher tinha fugido com um amante. O motivo do crime teria sido por ciúmes, pois a mulher gostava de sair à noite, segundo a Polícia Militar.

    Atualizado às 7h48

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]