Ipatinga

atitude

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    “Seu filho é problemático”, mãe de autista recebe mensagem de outra mãe negando convite para festa

    Ela ainda disse que "as outras crianças vão ficar incomodadas", por isso não o convidaria

    Por Plox

    04/08/2019 12h36 - Atualizado há mais de 2 anos

    Uma mãe viveu uma situação dolorosa com seu filho especial de 2 anos pelo fato dele ser autista. Sara Onori, de 22 anos, recebeu pelo aplicativo WhatsApp a mensagem da mãe de um colega do filho Arthur, com os seguintes dizeres: "Seu filho é meio problemático", se negando a convidá-lo para a festa do coleguinha de Arthur. O caso ocorreu em Campo Grande-MS.

    Na mensagem, ainda foi dito que "as outras crianças vão ficar incomodadas", por isso, não o convidaria. “Espero que me entenda”, finalizou a mãe do colega. Sara conta que estava em um grupo com outras mães e percebeu que o assunto era uma festa. Ao perguntar sobre a festa, uma das participantes ficou sem reação e sequer respondeu. Sara conta que "ela era minha amiga e tenho certeza que sabia da condição do Arthur, fiquei tão triste com a mensagem que estou até agora sem ação", lamenta.

    (Foto: arquivo pessoal/Sara Oroni)

    (Foto: arquivo pessoal/Sara Oroni)

    Arthur foi diagnosticado após uma consulta com um neurologista, quando tinha pouco mais de três meses. "Notei que ele levou mais tempo que as outras crianças para andar e falar", conta. A mãe ainda explica que o pequeno tem fixação por movimentos repetitivos, “ele gosta de acender e apagar a luz, observar o ventilador, ver o movimento das rodas. Ele não é 'problemático', é sensível e só precisa de um pouco de paciência das pessoas ao redor para se encaixar”.

    Sara informa que no grupo havia mães que acompanharam sua busca em entender a condição do filho, incluindo a mãe que enviou a mensagem. "Depois do que aconteceu, eu fui lembrando das coisas e percebi que ela nunca me deu apoio, então, acho que já havia um preconceito aí", lamenta. As mensagens recebidas foram compartilhadas com a família. O print foi publicado no Facebook com um desabafo. 

    (Foto: arquivo pessoal/Sara Oroni)

    (Foto: arquivo pessoal/Sara Oroni)

    Para que Arthur sinta o menos desconfortável possível devido aos pais trabalharem fora, ele mantém uma rotina bem definida. A família buscou se adaptar às necessidades do menino, para que ele se sinta seguro e rodeado de carinho. Sara conta que não pretende processar a outra mãe, pois é necessário é que ela entenda o egoísmo de sua atitude. "Acho que só a repercussão que teve já é lição suficiente, o importante é que ela entenda o quanto sua atitude foi egoísta e melhore como pessoa”, desabafa.

    (Foto: arquivo pessoal/Sara Oroni)

    (Foto: arquivo pessoal/Sara Oroni)

    No Instagram, os pais de Arthur possuem um perfil no qual compartilham informações sobre o autismo. Sara relata a importância da inclusão em um de seus posts:
    "A gente pensa que isso só acontece com os outros, mas o preconceito é algo ainda muito forte para as pessoas diante do que não é considerado 'normal' para elas. Autismo é um transtorno e não vou deixar isso atingir meu filho, ele é um menino como qualquer outro que vai brincar, se divertir e fazer amigos que o respeitem como ele é", finaliza.

    Atualizada às 8h59

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]