Doenças cardiovasculares e câncer são as que mais matam no mundo

04/09/2019 12:38

Publicidade

As doenças cardiovasculares são as que mais matam entre as enfermidades pelo mundo afora. De 55 milhões de mortes estimadas no planeta em 2017, 17,7 milhões são relacionadas a problemas no coração, especialmente em nações de baixa e média renda. Já entre os países mais ricos, o câncer lidera. 

A informação foi divulgada nessa terça-feira, 3 de setembro, em um levantamento da revista científica The Lancet. Entre os problemas do coração, estão a insuficiência cardíaca, derrame, ataque cardíaco e a angina. Dentre os números, os países mais abastados, detém 23% das mortes por problemas cardíacos, enquanto 41% são de países de média renda, já 43%, estão em países mais pobres. Alguns motivos para as doenças cardíacas serem mais proeminentes em países de renda baixa são: falta de atendimento adequado, uso de remédios são bem menores que em países ricos, condições de saúde, fatores comportamentais,  como tabagismo, sedentarismo; fatores psicossociais, como nível educacional, e transtornos mentais, como depressão etc.

WITTHAYA PRASONGSIN, GETTY IMAGES

Foto: Divulgação

No caso do câncer, em países ricos, os números alcançam 55% das mortes, 30% em países de média renda. Por fim, os países mais pobres abrangem 15%. A Universidade McMaster e a Hamilton Health Sciences, no Canadá, foram as responsáveis pela pesquisa que durou nove anos e meio, feita com 162.534 pessoas, de 35 a 70 anos, de 21 países.
 

Atualizada às 15h38



Publicidade