Ipatinga

famosos

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    “A gente acaba valorizando nosso país”, diz Lívian Aragão sobre morar fora

    A jovem de 20 anos é atriz e filha de Renato Aragão, o Didi Mocó

    Por Plox

    04/09/2019 10h30 - Atualizado há cerca de 2 anos

    Aos 20 anos e morando sozinha desde o fim de 2018 em Los Angeles (EUA), Lívian Aragão comentou sobre as mazelas de se viver em um país totalmente diferente o seu. As confidências foram feitas no vídeo "Piores coisas sobre morar nos Estados Unidos", de seu canal no YouTube, onde a filha de Renato Aragão, o Didi Mocó, falou desde a comida, dinheiro, até a forma em que as pessoas se relacionam no berço de Hollywood. Mas, mesmo diante dos desafios, ela garante que ao morar fora a pessoa aprende a dar valor ao seu país.

    Quanto à culinária do país, Lívian revela suas saudades: "Sinto falta de coxinha, brigadeiro e pão de queijo. A alimentação não fica balanceada sem isso”, brincou. Ela completou: “Aqui não tem leite condensado para fazer brigadeiro, mas isso a gente releva", disse.

    Livian Aragão está morando em Los Angeles, nos EUA Foto: Reprodução/Youtube

    Lívian comentou sobre morar na terra do Tio Sam- Foto: Reprodução/YouTube

    Outra coisa que a filha do Trapalhão se mostra incomodada é com a falta de demonstração de carinho dos americanos: "Falta a cultura do abraço. No Rio de Janeiro damos dois beijinhos, em São Paulo tem um. Mas aqui parece que estamos sempre em uma reunião. Não é que as pessoas sejam frias, mas existe uma distância. Eu sinto falta do afeto dos brasileiros", lamentou. Se muitas pessoas acreditam que o sistema de saúde privado no Brasil é caro, então experimente morar em Los Angeles. No relato de Lívian, ela ressaltou esse ponto: "Saúde pública custa caro. Eu estive no hospital e não me trataram de uma maneira tão boa quanto deveria e eu paguei muito caro".

    Ela, que se mudou para ampliar as oportunidades de atuar, escrever e dirigir, acrescenta que mesmo diante dos desafios, ela recomenda, sim, a experiência de viver em outro país, para aprender a dar valor ao Brasil: "Super recomendo. A gente acaba valorizando nosso país e, quando a gente chega aqui, sente falta. Quando vou para o Brasil sinto falta daqui e, quando estou lá, sinto falta daqui".

    Atualizada às 8h37

     

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]