Usisaúde implanta sistema de atendimento por reconhecimento facial

04/10/2019 15:52

Quase mil beneficiários da Usisaúde por dia terão a opção de utilizar a nova ferramenta nos consultórios da Unidade I do Hospital Márcio Cunha.

Publicidade

O reconhecimento facial aumenta o nível de precisão e alto grau de confiabilidade e tornou-se um diferencial para a operação dos negócios, principalmente, quando o assunto é prestação de serviços em saúde. De forma personalizada e inovadora, a Fundação São Francisco Xavier iniciou, essa semana, o autoatendimento por meio de totens com sistema de reconhecimento facial nos consultórios do Hospital Márcio Cunha (HMC), para os beneficiários da Usisaúde.
 
A tecnologia de validação do reconhecimento facial consiste em mapear a imagem do rosto de uma pessoa, gravando as distâncias entre pontos específicos, baseando-se pelos olhos, boca e nariz. O cliente precisa cadastrar a sua biometria facial uma única vez no autoatendimento, e em menos de um minuto o processo será efetivado. Ao posicionar-se em frente ao totem de reconhecimento facial, localizado na recepção do ambulatório do HMC I, basta informar o número do CPF, registrar sua foto e confirmar o cadastro. Após o reconhecimento facial, em apenas duas etapas o cliente confirma o seu agendamento ambulatorial e é direcionado para o consultório de atendimento.

FSFX-2Foto: divulgação
 
Com a implantação do reconhecimento facial, os atendimentos médicos e multidisciplinares ficarão mais rápidos e eficazes. “Um dos propósitos da inovação tecnológica é oferecer, cada vez mais, soluções para facilitar processos e eliminar etapas. Os totens permitem agilizar o fluxo de atendimentos na recepção e melhorar a experiência do cliente por meio da tecnologia, realizando o check-in do seu agendamento por reconhecimento facial”, explica Daniela Aparecida de Carvalho, analista de sistemas da FSFX. 
 
A nova ferramenta será implantada em outras unidades da Fundação ainda em 2019. A intenção é expandir o uso do reconhecimento facial aos outros locais que possuem atendimento ambulatorial. “A utilização dessa tecnologia é um grande avanço no mercado de saúde e é mais um passo que a Fundação está dando para a melhoria contínua dos seus processos, proporcionando segurança, confiabilidade e agilidade dos atendimentos nos consultórios. Esse investimento demonstra, dentre outros fatores, que a Instituição quer proporcionar, além do atendimento de excelência, uma experiência positiva aos seus clientes”, conclui o superintende de Estratégia e Inovação da FSFX, Josiano Chaves.



Publicidade