Ipatinga

economia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Minas poderá diminuir preço do gás de cozinha, afirma Zema

    Segundo gestor, insumo é essencial 'porque toda família usa'

    Por Plox

    04/10/2021 15h20 - Atualizado há 15 dias

    Durante anúncio do auxílio emergencial mineiro, nesta segunda-feira (4), o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), afirmou que quer realizar a redução do preço do gás de cozinha no território. Ele não informou, no entanto, como isso seria feito e nem se irá efetivamente acontecer.

    "Queremos muito que, caso a situação venha a permitir, haja uma redução principalmente naquilo que é essencial, o gás de cozinha. No nosso ponto de vista, ele é algo muito mais importante do que gasolina. Gasolina se coloca em BMW, em Mercedes, agora o gás de cozinha toda família usa, então beneficiaria toda a sociedade. E muito mais aqueles que ganham menos, porque a representatividade do consumo de gás na renda é maior", declarou o gestor.

    Preço médio do gás de cozinha ultrapassa R$ 100 em Belo Horizonte. Foto: reprodução/ Pixabay

     

    Segundo Zema, o produto também é importante para bares e restaurantes, setores que foram muito afetados pela pandemia. Zema esqueceu de pontuar que, na prática, o preço do combustível afeta toda a cadeia de consumo no país, não sendo exclusiva apenas a quem utiliza automóveis.

    Uma pesquisa recente do site Mercado Mineiro mostrou que o preço médio do gás de cozinha subiu de R$84,81 para R$106,89 nos estabelecimentos da capital mineira. Na semana passada, a Câmara dos Deputados aprovou um Projeto de Lei que prevê subsídio de pelo menos 50% do valor do insumo para famílias de baixa renda. A medida, porém, ainda passará pelo Senado antes de ser implementada.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]