Influenciadores digitais, incluindo Deolane Bezerra, investigados por suspeita de lavagem de dinheiro

Polícia Civil de São Paulo conduz inquérito sobre envolvimento de influenciadores em atividades ilegais, incluindo jogos de azar e promoção financeira duvidosa.

Por Plox

04/12/2023 18h29 - Atualizado há 7 meses

A Polícia Civil do Estado de São Paulo está investigando vários influenciadores digitais, incluindo Deolane Bezerra, por suspeitas de associação criminosa, lavagem de dinheiro e delitos contra o sistema financeiro. Este inquérito segue uma matéria exibida pelo Fantástico sobre a investigação do chamado Jogo do Tigre, que também envolve influenciadores na sua divulgação.

Deolane Bezerra - (crédito: Reprodução Instagram)

Principais Acusados: Entre os investigados estão nomes notáveis como Dayanne Bezerra, irmã de Deolane, a influenciadora Débora Paixão, o funkeiro MC Gebê, a tiktoker Alannis Proença, o influenciador Emerson Preto e a influenciadora Alyne Lary, entre outros.

Atividades Suspeitas: Esses influenciadores são acusados de usar seus perfis em redes sociais para promover links que direcionam seguidores a sites especializados em jogos de azar. Eles prometem retornos financeiros elevados e supostamente ganham uma porcentagem sobre a divulgação desses links.

Detalhes da Denúncia: A denúncia menciona a prática de jogos de azar digitais, como uma versão online do "jogo do bicho", realizada sem autorização legal. Os influenciadores são acusados de aproveitar suas plataformas digitais, como Instagram e Facebook, para promover essas atividades ilegais.

Medidas da Polícia Civil: A 3ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Fraudes Financeiras e Econômicas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) está à frente desta investigação. A polícia solicitou à Justiça o bloqueio dos perfis dos influenciadores envolvidos nas redes sociais, como parte das medidas investigativas.

Destaques