Quantidade de chuvas no Brasil pode segurar preço da energia elétrica

05/02/2020 13:45

Expectativa, com os temporais no Sudeste e Centro-Oeste, é pela continuidade da bandeira tarifária verde

A grande quantidade de chuvas registradas no Brasil no primeiro mês deste ano deve ter pelo menos um efeito positivo para o bolso dos brasileiros. Com as usinas hidrelétricas abastecidas, a expectativa do mercado é que a conta de energia, em março, continue pelo segundo mês seguido na bandeira verde, ou seja, sem nenhuma cobrança adicional.

Isso deve acontecer porque as chuvas deste ano se concentraram principalmente nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, que concentram 70% da capacidade de armazenamento de água para geração de energia no Brasil.

represaFoto: Agência Brasil
 

Dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) mostram que o nível dos reservatórios dessas regiões aumentou 5,6 pontos percentuais desde o início do ano.

A projeção é que no final de fevereiro o nível dos reservatórios chegue em 34%. O crescimento é ainda maior na região Nordeste, onde os reservatórios já estão em quase metade da capacidade. A decisão sobre a continuidade da tarifa será tomada nesta quarta-feira (05) na reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), em Brasília.

A última vez que a bandeira tarifária ficou dois meses seguidos na faixa verde foi entre março e abril do ano passado. Como o Brasil é um país abastecido pela eletricidade das hidroelétricas, sempre que há pouca chuva o custo de produção de energia aumenta, valor que é repassado ao consumidor por meio das bandeiras tarifárias amarela e vermelha.