Alimentação saudável na volta às aulas: como escolas e famílias podem contribuir

Estratégias e dicas para promover melhores hábitos alimentares entre estudantes

Por Plox

05/02/2024 17h17 - Atualizado há 2 meses

O retorno às aulas se apresenta como um momento propício para a revisão e melhoria dos hábitos alimentares dos estudantes, essenciais para o desenvolvimento físico, cognitivo e para a imunidade. Segundo a nutricionista Giorgia Russo, consultora do Idec, a escola tem um papel fundamental como um ambiente propício para a alimentação saudável, visto que é lá que crianças e adolescentes passam grande parte do dia e começam a formar seus hábitos futuros.

 

Conhecimento e Escolha de Alimentação Saudável

Para assegurar que os estudantes tenham acesso a uma alimentação de qualidade, é crucial que pais, professores e responsáveis estejam informados sobre o que é servido nas escolas. Isso inclui conhecer os lanches e refeições disponíveis, os ingredientes usados e a presença de um nutricionista responsável. Optar por lanches saudáveis, como frutas, pães caseiros e iogurtes naturais, contribui significativamente para o bem-estar dos alunos.

 

Iniciativas e Educação para uma Alimentação Saudável

A criação de comissões de alimentação escolar, compostas por membros da comunidade escolar, é uma iniciativa para promover mudanças positivas. Além disso, é vital que a escola ofereça e eduque sobre a alimentação saudável, integrando a educação alimentar e nutricional de forma transversal ao currículo. Conhecer a origem da comida escolar e participar de atividades práticas, como o cultivo em hortas escolares e aulas de culinária, são práticas recomendadas que estimulam uma relação saudável com os alimentos.

 

Legislação e Ações Comunitárias

O Decreto Presidencial n.º 11.821 enfatiza a importância de regulamentações para limitar a oferta de alimentos ultraprocessados nas escolas, evidenciando a necessidade de um esforço conjunto para a promoção da saúde. Campanhas educativas e ações comunitárias, como as promovidas pelo Idec, são fundamentais para inspirar e fomentar a adoção de hábitos alimentares saudáveis dentro e fora do ambiente escolar.

A alimentação saudável na volta às aulas é uma responsabilidade compartilhada que requer a colaboração entre escolas, famílias e estudantes. 

 

 


 

Destaques