Governo investirá em segurança Escolar e Monitoramento Online

Recursos para patrulhamento e monitoramento

Por Plox

05/04/2023 22h15 - Atualizado há cerca de 1 ano

Após os recentes e trágicos eventos em escolas no Brasil, o Ministério da Justiça decidiu tomar providências. O ministro da Justiça, Flávio Dino, anunciou a destinação de R$ 150 milhões para estados e municípios, visando reforçar a segurança no patrulhamento escolar. Os ataques ocorridos em uma creche em Blumenau (SC) e em uma escola de São Paulo (SP) resultaram na morte de quatro crianças e uma professora, respectivamente.

Além disso, o Ministério da Justiça designará 50 policiais, a partir de quinta-feira (6), para monitorar exclusivamente ameaças na internet. O objetivo é identificar possíveis riscos e agir preventivamente para evitar novos incidentes.

Grupo de trabalho pela cultura da paz e não-violência

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou a criação de um grupo de trabalho dedicado à valorização da cultura da paz e da não-violência. A iniciativa foi oficializada em uma reunião convocada pelo presidente, com a presença dos ministros da Educação, Camilo Santana; da Justiça, Flávio Dino; dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida; e da Secretaria-Geral da Presidência, Márcio Macêdo.

O grupo de trabalho será composto por representantes das quatro pastas e coordenado pelo Ministério da Educação. A medida visa promover ações conjuntas que fomentem a cultura da paz e combatam a violência no ambiente escolar, buscando prevenir futuros ataques e garantir a segurança de alunos e profissionais da educação.

São Paulo (SP), 27/03/2023 - Aluno ataca colegas e professoras à faca na Escola Estadual Thomázia Montoro, em Vila Sônia. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Destaques