"Superlua Rosa" poderá ser vista hoje no Brasil

Fenômeno ocorre quando a Lua está próxima ao seu perigeu

Por Plox

05/04/2023 08h46 - Atualizado há cerca de 1 ano

A "Superlua Rosa" poderá ser observada em todo território brasileiro na madrugada de quinta-feira (6), conforme informou a agência espacial dos Estados Unidos, a Nasa. Durante o fenômeno, a Lua apresentará um tamanho aparentemente maior e um brilho mais intenso nas três noites em que estará em sua fase cheia, devido à proximidade com seu perigeu, o ponto mais próximo da Terra em sua órbita. No Brasil, o ápice do evento acontecerá às 4h35 da madrugada.

Foto: Reprodução/Nasa

 

A denominação "Superlua Rosa" tem origem nas tradições dos povos nativos dos Estados Unidos, que relacionaram a floração de flores rosadas nesta época do ano à primavera no Hemisfério Norte. Entretanto, é importante destacar que a Lua não sofrerá alteração de cor durante o fenômeno.

No contexto do calendário cristão, esta é a Lua Pascal, que serve como referência para determinar a data da Páscoa. Segundo a tradição, a celebração cristã ocorre no primeiro domingo após a primeira lua cheia da primavera.

A expressão "superlua" foi cunhada em 1979 e não se trata de um termo astronômico. Utilizada fora do âmbito acadêmico, refere-se à coincidência entre o perigeu lunar e a fase cheia do satélite. Embora não seja uma ocorrência rara, a superlua proporciona uma excelente oportunidade para os entusiastas da observação celeste.

Em 2022, ocorreram outras três superluas: a de Morango, em junho; a dos Cervos, em julho; e a de Esturjão, em agosto. Vale lembrar que a órbita da Lua ao redor da Terra possui formato elíptico, aproximando e afastando o satélite de nosso planeta em diferentes momentos. O apogeu é o ponto mais distante dessa elipse, gerando a microlua, enquanto o perigeu é o ponto mais próximo. Durante a superlua, a Lua pode parecer até 14% maior e 30% mais brilhante do que no apogeu, conforme dados da Nasa.

Destaques