Tatuador mineiro presenteia pais de autistas com arte na pele em campanha de conscientização

Durante o mês de conscientização sobre o autismo, André oferece tatuagens com preço de R$ 100,00

Por Plox

05/04/2023 14h59 - Atualizado há cerca de 1 ano

André Bertolini é tatuador e resolveu utilizar a arte da tatuagem para combater preconceitos e conscientizar sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA). A iniciativa teve início em 2022, quando André conheceu Victor Emannuel Dias de Castro, um menino de 7 anos com TEA, através de sua esposa, fonoaudióloga especializada no diálogo com crianças autistas.

Elaine Dias de Souza, mãe de Victor, não romantizou a condição do filho e compartilhou as dificuldades e preconceitos enfrentados por eles no cotidiano. A partir dessa experiência, o tatuador decidiu criar um projeto para promover a conscientização sobre o TEA, tatuando pessoas que possuem familiares ou amigos com o transtorno. Assim nasceu o projeto "TEA eternizado na pele".

Tatuagem de peças de um quebra-cabeça encaixadas nas cores azul, vermelho, verde e amarelo. Foto: Instagram/André Bertolini/Reprodução.

 

Tatuar pela conscientização durante o mês do autismo

Durante o mês de conscientização sobre o autismo, André tatuou gratuitamente dois pais e quatro mães. A iniciativa foi divulgada nas redes sociais do tatuador, e os desenhos foram selecionados após pesquisa e baseados em critérios da Organização das Nações Unidas (ONU). As imagens incluem peças de um quebra-cabeça encaixadas, o símbolo do infinito e a fita da consciência, nas cores azul, vermelho, verde e amarelo.

Alguns dos modelos oferecidos pelo tatuador. Foto: Instagram/André Bertolini/Reprodução.

 

Através de suas redes sociais, André informou que os pais e mãe interessados tem até o dia 14 de abril para se cadastrarem. No dia 15, será feito um sorteio onde o vencedor ganhará quatro tatuagens. E durante todo o mês de abril, todas tatuagens relacionadas ao autismo terá um preço fixo de R$100,00.

Dados e conscientização sobre o autismo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que o autismo afeta uma em cada 160 crianças no mundo, e estima-se que cerca de 70 milhões de pessoas possuam o transtorno em maior ou menor grau. Visando aumentar o entendimento da população sobre a condição, a ONU estabeleceu em 2007 que o dia 2 de abril seria o Dia Mundial da Conscientização do Autismo.

O principal objetivo dessa data é fornecer informações sobre o transtorno do neurodesenvolvimento e contribuir para a eliminação de preconceitos relacionados a ele.


 

Destaques