Ipatinga

esportes

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Integrantes do Independientes são barrados por teste positivo de covid em aeroporto de Salvador

    Anvisa impediu que parte da delegação do clube deixasse o local depois de diagnóstico

    Por Plox

    05/05/2021 13h35 - Atualizado há 6 meses

    Alguns integrantes do Independiente (oito jogadores e três membros da comissão) foram barrados pela Anvisa ao saírem do aeroporto de Salvador nessa segunda-feira (3). Depois de receberem diagnóstico positivo para covid-19, a agência impediu que saíssem do local. Eles vieram ao Brasil para o duelo do time contra o Bahia pela Sul-Americana.

    O restante da delegação se dirigiu sem problemas para um hotel de Salvador.

    Integrantes do Independientes são barrados por teste positivo de covid em aeroporto de Salvador
    Foto: Reprodução/Twitter

    Matías Martínez, repórter da rádio La Red, contou em seu Twitter que falou com os jogadores. Segundo o jornalista, eles disseram que dormiram seis horas e o frio que passaram causou desconforto nas pernas e na garganta.

    O jornal Olé disse que os que foram diagnosticados com covid-19 permaneceram mais de seis horas no aeroporto sem se alimentar e beber água. Segundo o veículo, os integrantes do Independientes que foram impedidos de sair do local podiam viajar, pois tinham testado negativo em Buenos Aires.

    Martínez chegou a postar no Twitter uma foto dos membros do clube barrados  deitados no chão, situação que revoltou um dos integrantes da equipe.

    O caso mobilizou o pedido de ajuda às autoridades. Foi solicitado o auxílio de Pablo Virasoro, cônsul da Argentina na Bahia, e Daniel Scioli, embaixador da Argentina no Brasil. Eles, entretanto, não puderam ajudar muito. Segundo Virasoro, os protocolos para averiguar se existe presença do vírus nos indivíduo é diferente nos países.

    "O grupo principal foi liberado e 11 pessoas foram retidas. Aquele grupo teve que esperar no aeroporto. A Conmebol permite que os jogadores viajem e até joguem com um PCR positivo quando há um certo tempo entre a detecção inicial e o momento da partida", afirmou Virasoro ao Olé.

    A Conmebol cancelou a partida entre Bahia e o Independientes, mas, acatando um pedido do clube argentino, mudou sua decisão.

    No Twitter, o time criticou a forma como a delegação foi tratada no estado baiano. "As autoridades de saúde da Bahia nos maltrataram sem motivo, deixando-nos presos por mais de seis horas. Esperamos que este tipo de inconveniente não volte a acontecer e que sirva de precedente para futuras ocasiões que envolvam tanto a nossa instituição como quem participa num torneio internacional".

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]