Ipatinga

bichos

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Cachorrinha foge de casa e é encontrada com “irmão gêmeo” em Minas Gerais

    O caso viralizou e o Plox conversou com a tutora da cachorrinha, que falou sobre o caso inusitado

    Por Plox

    05/05/2022 15h15 - Atualizado há cerca de 2 meses

    Uma história que aconteceu em Cuparaque, no Leste de Minas Gerais, viralizou nas redes sociais nos últimos dias. A cadela “Cisquinha” fugiu de casa e foi encontrada com um cachorro idêntico a ela, praticamente um “irmão gêmeo”.

    A fisioterapeuta Glauciene Borrett, tutora da “Cisquinha”, conversou com o jornalista Lúcio Antônio, do portal Plox, sobre a situação e como o caso viralizou nas redes sociais. E tudo começou no ano passado.

    Glauciene Borrett, tutora da “Cisquinha”. Foto: Arquivo pessoal/ enviada ao Plox

     

    Segundo Glauciene, ela se mudou de São Paulo para Cuparaque e levou seus outros doguinhos, Killa, Dori e Sonso. Além deles, tem o Darth Vader, que ficou em São Paulo. Ela disse que, após a mudança, não iria adotar mais animais, mas o coração falou mais alto.

    Em agosto, o irmão dela foi abastecer o carro e encontrou “Cisquinha”, bem filhotinha, bastante magra e abandonada. Ele entrou em contato com Glauciene e mandou um vídeo da situação. “Prometi que não pegaria mais nenhum cachorro da rua... até que meu irmão foi abastecer e me mandou um vídeo. Como não pegar?”, disse ela.

    Cisquinha, quando foi encontrada pelo irmão de Glauciene. Foto: Arquivo pessoal/ enviada ao Plox

     

    Após o passar do tempo, no último mês aconteceu a descoberta do “irmão gêmeo”. Glauciene relatou que estava trabalhando e recebeu diversas ligações da mulher que a ajuda em casa, falando que a “Cisquinha” tinha fugido de casa.

    “Sempre tomamos cuidado pra eles [cachorros] não saírem na rua. Só que esse dia a Érica estava sozinha lá em casa, meu irmão e eu estávamos trabalhando.Meu celular começou a tocar sem parar, era ela ligando desesperada, porque a ‘Cisquinha’ se aproveitou de uma fresta do portão aberto e fugiu”.

    A fisioterapeuta contou que, nesse momento, “o coração veio na boca”. Rapidamente assumiu o atendimento do irmão, que trabalha com ela, e pediu para ele ir atrás da cachorrinha. “Eu a amo muito mesmo. Daí eu estava atendendo um paciente e meu irmão dando aula de pilates. Assumi o posto dele e pedi pra ele ir atrás dela de carro. Ele foi até descalço”, contou ela, aos risos.

    A “icônica” foto de Cisquinha com o “irmão gêmeo”. Foto: Arquivo pessoal/ enviada ao Plox

     

    Após algum tempo, o irmão encontrou “Cisquinha” com seu “irmão gêmeo”. “Ele disse que achou que estava ruim da vista (risos), porque viu dois cachorros iguais na esquina, pulando e brincando”. Ele se aproximou de “Cisquinha”, abriu a porta do carro e assim surgiu a icônica foto que rolou nas redes sociais.

    Cisquinha com Glauciene. Foto: Arquivo pessoal/ enviada ao Plox

     

    Depois da situação, Glauciene descobriu que o “irmão” de “Cisquinha”, que foi carinhosamente apelidado por eles de “Cisquinho”, é de um morador próximo de sua casa e que, de vez em quando, ele aparece “por lá”, para visitar a Irmã.

    Cisquinho, esperando a amiga. Foto: Arquivo pessoal/ enviada ao Plox

     

    A fama da “Cisquinha”

    Glauciene Borrett falou que não esperava por toda essa “fama” do caso e que está sendo muito solicitada por conta da “arte” feita pela “Cisquinha”. ”Eu não esperava isso tudo [risos]. O celular não para de chegar notificações”.

    A fisioterapeuta ainda brincou que a “Cisquinha” está querendo se aproveitar da situação “falando que quer mais carne na ração [risos]”.

    Cisquinha com os irmãos Killa, Dori e Sonso. Foto: Arquivo pessoal/ enviada ao Plox

     

    A tutora ainda falou de como é o convívio dos quatro cães dentro de casa e que “Cisquinha” tem muita energia e é “das bagunceiras”. “O Sonso não tem paz, coitado! Eles são mais adultos e ela [Cisquinha] acorda com muita energia!!”.

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]