"Eu acredito nele", diz Bolsonaro sobre caso Neymar

05/06/2019 14:40

No estádio, Bolsonaro pretende externar solidariedade ao jogador, lhe dando um abraço

Publicidade

O jogador Neymar, acusado de estupro por uma jovem, foi defendido pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta-feira, 5 de junho. O político manifestou sua opinião em Aragarças (GO), em um evento que deve levar cerca de R$ 500 milhões em investimentos para a região do rio Araguaia. Adiantando que estará no estádio onde acontecerá o amistoso a seleção brasileira contra o time Qatar, no final da noite, o presidente disse que acredita que o jogador não estuprou a moça que o acusa. No estádio, Bolsonaro pretende externar solidariedade ao jogador.

Divulgação

Foto: Arte Plox/Agência Brasil/Instagram


Ele se pronunciou: "Espero dar um abraço em Neymar antes do jogo. Ele é um garoto. Está em um momento difícil, mas eu acredito nele", comentou. 

O caso 
O camisa 10 da seleção brasileira está sendo acusado de estupro, por uma jovem em Paris, na França, no último dia 15 de maio. A mulher registrou um boletim de ocorrência acusando o atacante. Em entrevista, o pai do jogador disse que o filho caiu em uma armadilha e foi extorquido. No BO, a mulher relata que viajou para Paris no dia 14 de maio e que no dia seguinte se encontrou com Neymar em um hotel na capital francesa. Segundo ela, o atacante apareceu aparentemente embriagado. Eles teriam trocados carícias e logo após se tornou agressivo e "mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima", como consta no boletim. Neymar divulgou um vídeo em suas redes sociais onde o craque do PSG expõe todos os fatos, incluindo as conversas via WhatsApp com a mulher que se diz vítima. O vídeo foi excluído pelo Instagram.

Atualizada às 15h05



Publicidade