Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Golpistas vivem vida de luxo em Dubai, diz polícia

    A quadrilha aplicava golpes financeiros sob promessa de retorno mensal

    Por Plox

    05/07/2021 19h16 - Atualizado há 5 meses

    Sócios de quatro empresas no Brasil, acusados de aplicarem golpes financeiros em diversas vítimas estão ostentando uma vida de luxo em Dubai, nos Emirados Árabes.

    Segundo as investigações da Polícia Civil do Rio Janeiro, foram montadas consultorias financeiras em quatro estados. Gustavo Pontes Galvanho, Tiago Achiles e Rafael Ramiro atuaram no Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Sergipe, prometendo às vítimas um retorno financeiro fácil.

    Nos encontros com os possíveis investidores, eles convenciam as vítimas a entregarem altos valores,  sob a promessa de retorno de até 4% mensal. Mas o dinheiro nunca foi depositado para as pessoas que caíram no golpe.

    Gustavo Galvanho e Tiago Achiles se mudaram para Dubai com o dinheiro desviado. Foi pedido pela Polícia Civil a prisão dos três sócios, no entanto a Justiça ainda não deu parecer a respeito.

    Foto: Reprodução Tv Globo
    Foto: Reprodução Tv Globo

     

     

    Nesta segunda-feira (5), foi passado no Bom Dia Rio o caso da enfermeira Deise da Silva , que foi uma das vítimas da quadrilha. Ela entregou R$ 100 mil aos golpistas e teve a promessa de que receberia R$ 2.500 por mês, mas até então não teve o retorno do valor.

    “Pedi às pessoas da minha confiança para dar uma olhada no contrato. Todo mundo dizia que era registrado em cartório e que não tinha nada de anormal, que eu poderia confiar”, disse à reportagem da Globo.

    Foto: Reprodução Tv Globo
    Foto: Reprodução Tv Globo

     

    De acordo com a polícia, o esquema do trio prometia alto lucro em pouco tempo, o que é considerado uma espécie de pirâmide financeira, que é crime no Brasil. “Quando prometem um retorno alto e dizem que não tem risco, já existe uma fraude”, alerta o economista Luiz Gustavo Medina à reportagem da Globo.

    As defesas dos acusados foram procuradas pela reportagem, mas somente o advogado de Achiles se manifestou e negou a participação do cliente no esquema.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]