Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Torcedor da Galoucura é denunciado por morte de integrante da Máfia Azul

    Segundo o MPMG, o homem atirou contra a vítima durante um confronto das duas torcidas organizadas

    Por Plox

    05/07/2022 13h42 - Atualizado há cerca de 1 mês

    O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou Y.R.P.O., membro da Galoucura, pelo homicídio qualificado de Rodrigo Marlon Caetano Andrade, de 25 anos. O crime ocorreu no dia 6 de março, em Belo Horizonte. O denunciado é acusado de atirar contra a vítima num confronto com a Máfia Azul, antes do jogo entre Atlético e Cruzeiro. O homem também disparou contra um motociclista, que sofreu lesões corporais.

    Segundo a Denúncia, integrantes da Galoucura Zona Leste combinaram um encontro no bairro Boa Vista, antes do jogo entre Atlético e Cruzeiro, que aconteceria no Mineirão. Nas proximidades do local do encontro, havia uma distribuidora de bebidas, onde os torcedores compravam bebidas e conversavam. Por volta das 11 horas, um grupo de torcedores da Máfia Azul chegou ao local, atirando pedras, porretes, pedaços de pau e artefatos explosivos artesanais contra os torcedores atleticanos, que revidaram nos mesmos moldes, criando uma briga generalizada.

    Rodrigo Marlon, de 25 anos, morreu após ser baleado durante briga entre torcidas do Atlético-MG e Cruzeiro  — Foto: Redes Sociais
    Rodrigo Marlon, de 25 anos/Foto: Redes Sociais

     

    Y.R.P.O. sacou arma de fogo que portava ilegalmente e atirou contra a torcida rival, matando Rodrigo e atingindo P.H.F. Após os crimes, ele ainda apontou a arma novamente em direção a outros torcedores rivais, sendo impedido pelos colegas de torcida de atirar novamente.

    A Denúncia considerou que os crimes contra as vítimas baleadas oram cometidos por motivo torpe e podem ser definidos como crimes de ódio, praticados com recurso que dificultou a defesa das vítimas, que não poderiam esperar que houvesse uso de armas de fogo por integrantes da torcida rival. A pena pode chegar a 30 anos de reclusão.

    Foto: Reprodução Vídeo

     

    Foto: Reprodução Vídeo


     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]