Ex-vereador Wanderson Gandra ganha liberdade provisória

O ex-parlamentar deverá deixar a penitenciária Dênio Moreira de Carvalho nas próximas horas

Por Plox

05/08/2019 17h45 - Atualizado há mais de 4 anos

O ex-vereador Wanderson Gandra, preso pelo GAECO na Operação Dolus no dia 20 de fevereiro, vai deixar o presídio de Ipaba-MG nas próximas horas. A informação foi confirmada pela reportagem do PLOX junto ao advogado de defesa do ex-parlamentar, Dr. Vinícius Xingó.

Segundo o advogado, após a audiência de instrução e julgamento foi feito um pedido de relaxamento da prisão do réu e a decisão foi acatada pelo juiz da 1ª Vara da Comarca de Ipatinga nesta segunda-feira (5).

Foto: Arquivo PLOXfabri 15 1

Na última quinta-feira (1), o Ministério Público protocolou um manifesto contra o requerimento da defesa por entender que Gandra responde por crimes graves, sendo um deles ameaças a testemunhas.

De acordo com a defesa do acusado, “após a manifestação do Ministério Público, o juiz entendeu por bem acolher o pedido da defesa e concedeu a liberdade provisória”, afirmou.

Segundo o MP, mesmo após ter renunciado ao cargo de vereador, o réu ainda possui influência política. “O acusado, logo após ser preso, tentou se valer de pessoas ligadas a ele visando desacreditar, através de campanha nas redes sociais, a legitimidade da persecução criminal contra ele instaurada, conforme já registrado neste processo”, diz um trecho do manifesto.

O alvará deverá ser expedido ainda nesta segunda e após o cumprimento das formalidades, o ex-vereador será colocado em liberdade provisória.
 

Destaques