Ipatinga

tecnologia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Saiba quando a tecnologia 5G deve chegar à sua cidade

    A implementação do 5G no Brasil promete trazer diversas inovações tecnológicas que serão refletidas em maior produtividade, avanços na economia e na qualidade de serviços, com diversos equipamentos eletrônicos conectados e inteligentes

    Por Plox

    05/11/2021 14h27 - Atualizado há 25 dias

    Com alta velocidade e baixa latência (o tempo de resposta entre o envio e recebimento de dados), a implementação do 5G no Brasil promete trazer diversas inovações tecnológicas que serão refletidas em maior produtividade, avanços na economia e na qualidade de serviços, com diversos equipamentos eletrônicos conectados e inteligentes, como carros, máquinas industriais e aparelhos médicos.

    O início da oferta do serviço está previsto nas maiores capitais do Brasil no meio de 2022. Contudo, se houver condições técnicas e de implantação do serviço usando a tecnologia 5G com as obrigações definidas, isso poderá ser adiantado, mas não há uma previsão agora de quando os primeiros serviços poderão estar ativados.

    Padronização de leis municipais

    A tecnologia 5G – próxima geração de redes de internet móvel – vai possibilitar cidades inteligentes e inúmeras aplicações na educação, na saúde, na agricultura e na indústria, mas sua implantação vai exigir a padronização de normas municipais que regulamentam a instalação de torres de telefonia. O alerta foi feito pelos participantes da reunião realizada no dia 10/8 deste ano, pela Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

    Benefícios do 5G

    Sobre o mercado e os preços que deverão ser praticados com a chegada da nova tecnologia, Coimbra afirmou que há uma tendência ao avanço tecnológico com a manutenção de preços, e que a adoção do padrão 5G não será elitizada. “Na prática, haverá uma melhora na dinâmica do custo-benefício. Em telecomunicações, há um fenômeno conhecido de avanço tecnológico sem necessariamente reajuste de preços”, explicou.

    Artur Coimbra informou que existe também, dentro do governo, uma preocupação sobre a escassez de semicondutores que assola o mundo. Segundo o secretário, o Ministério das Comunicações já elaborou algumas alternativas para reforçar e atrair a produção de eletroeletrônicos, como tablets e celulares compatíveis com o novo padrão 5G, para solo nacional.

    A tecnologia possibilitará cidades inteligentes, com carros autônomos, agricultura de precisão e a ampliação da Internet das Coisas, com conexão de objetos, como geladeiras e cafeteiras.

    Infográfico sobre vantagens do 5G.
    Foto: Agência Brasil

     

    Leilão

    Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) começou o leilão do 5G nessa quinta-feira (4) e terminou somente hoje (5). As operadoras Claro, Vivo e TIM arremataram três lotes na faixa de 3,5 GHz, o principal. A Winity II Telecom levou a frequência de 700 MHz, e como é uma empresa ainda não detentora de faixa de radiofrequência, o Brasil terá uma nova operadora móvel com abrangência nacional.

    A Claro pagou R$ 52,825 milhões em cada um dos dois lotes que arrematou. Eles têm abrangência nacional, com direito de exploração por 20 anos. Já a Vico arrematou três lotes nacionais, também 20 anos de exploração, mas com lances um pouco menores, de R$ 52,824 milhões.

    A TIM deu um lance único de R$ 8 milhões em um lote com atuação na região Sul, de 20 anos.

    As empresas que vencerem os lotes de 26GHz, faixa com maior capacidade de transmissão de dados e menor latência, ou seja, menor tempo de resposta, terão de levar internet de qualidade às escolas de educação básica do Brasil. Esta é uma exigência para as empresas que irão explorar o espectro.

    Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom - Agência Brasil

     

    5G nas capitais e cidades

    O ministro das Comunicações, Fábio Faria afirmou que até julho de 2022 todas as capitais serão atendidas com a tecnologia, mas inicialmente não serão todos os bairros que serão atendidos. Para cidades com mais de 30 mil habitantes, o prazo de implantação é julho de 2029.

    “Não é cobertura integral da capital. Mas nós teremos as 27 capitais com 5G. Talvez nas cidades mais distantes só será cumprido o mínimo necessário que consta no cronograma.”, afirmou o ministro.

    Para garantir a qualidade e a ampliação do sinal 5G, será necessário construir redes de fibra ótica, torres de telefonia e microcélulas do tamanho de uma caixa de sapatos. “Sem infraestrutura, não há cobertura”, resumiu o gerente de Relações Institucionais da Vivo, Ricardo Mascarenhas Lopes Cançado Diniz.

    Em contrapartida, as empresas vencedoras no leilão deverão levar a tecnologia 4G às rodovias federais até 2024. Mesmo prazo que elas terão para implantar o 5G nas escolas de ensino básico do país. Além de disponibilizar uma rede privada para o governo federal.

    A necessidade de antenas para o 5G é bem maior do que para frequências como o 2G, 3G e 4G/ Foto: Reprodução Internet

     

    Investimentos

    O leilão teve um ganho estimado em R$ 50 bilhões. A maior parte do dinheiro será destinada a investimentos e parte ao pagamento da mesma. A Anatel calcula que será possível atrair até R$ 163 bilhões de investimentos em infraestrutura nos próximos 20 anos no país.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]