Helicóptero desaparece no Litoral de São Paulo: busca entra no sexto dia

Operação de Resgate continua sem pistas do Helicóptero desaparecido com quatro pessoas a bordo desde domingo

Por Plox

06/01/2024 17h46 - Atualizado há 6 meses

No sexto dia de intensas buscas, a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Polícia Militar de São Paulo continuam a procura pelo helicóptero desaparecido desde o último domingo, 31 de dezembro, no litoral norte de São Paulo. A aeronave, com destino a Ilhabela, perdeu contato com a torre de controle às 15h10 enquanto sobrevoava Caraguatatuba. A bordo estavam o piloto Cassiano Tete Teodoro, Luciana Rodzewics, de 45 anos, sua filha Letícia Ayumi Rodzewics Sakumoto, de 20 anos, e Rafael Torres, amigo da família.

Recursos de Busca Avançados

Para a operação de busca e resgate, a FAB emprega a aeronave SC-105 Amazonas, do Esquadrão Pelicano. Este avião, equipado com radar de longo alcance e sistemas de busca por imagem e espectro infravermelho, tem capacidade de localizar alvos tanto em terra quanto no mar. A área total de buscas abrange cerca de cinco mil quilômetros quadrados, apresentando um desafio significativo para as equipes de salvamento.

Desafios da Operação

O tenente-coronel Emanuel Patricio Beserra Garioli, comandante do esquadrão, destacou a complexidade da missão: “Não temos uma data definida para o término da busca, até porque cada busca tem uma particularidade. Nossas equipes estão focadas, treinadas e motivadas para encontrar o alvo da busca o mais rápido possível”, afirmou ontem, dia 5 de janeiro. Até o momento, nenhum vestígio da aeronave foi encontrado, mantendo o mistério sobre o paradeiro do helicóptero e seus ocupantes.

 

 


 

Destaques