Reforma da Praça dos Três Poderes em Brasília é anunciada após queixas da primeira-dama

Governo do Distrito Federal planeja recuperação do espaço histórico após críticas de Janja da Silva

Por Plox

06/01/2024 19h38 - Atualizado há 5 meses

A Praça dos Três Poderes, um dos mais icônicos pontos turísticos de Brasília, será reformada. A decisão do Governo do Distrito Federal (GDF) vem após a primeira-dama do Brasil, Janja da Silva, expressar publicamente sua insatisfação com o estado de conservação do local. A governadora em exercício do Distrito Federal, Celina Leão, confirmou a iniciativa de recuperação da praça em uma conversa com Ricardo Cappelli, ministro interino da Justiça e Segurança Pública.

Foto: Rodrigo Viana/Agência Senado

Esta praça, que abriga os prédios das principais instituições públicas do país - o Palácio do Planalto (Executivo), o Congresso Nacional (Legislativo) e o Supremo Tribunal Federal (Judiciário) - é notória por sua importância arquitetônica e histórica. Projetada por Lúcio Costa e Oscar Niemeyer, a praça ocupa uma área de mais de 26 mil metros quadrados, mas atualmente se encontra em condições precárias. Observa-se o crescimento de mato entre as pedras portuguesas e danos causados pelas invasões ocorridas no ano passado.

A atenção ao pedido de Janja da Silva é um reflexo da sensibilidade política do GDF, especialmente após os eventos de 8 de janeiro do ano passado. Na ocasião, houve uma invasão e depredação das sedes dos Três Poderes, levando ao afastamento temporário do governador Ibaneis Rocha (MDB) por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), devido à alegada omissão nos eventos.

Ricardo Cappelli, em seu perfil no X, relatou o progresso das negociações com o GDF. Ele mencionou: “Recebi a ligação da governadora em exercício, Celina Leão, que atendeu prontamente o pedido do primeira-dama sobre a necessidade de reparos na Praça dos Três Poderes, e disse que já está em contato com o Iphan [Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional] para fazer uma reforma no local. Obrigado”.

A responsabilidade pela manutenção do local é do GDF, e qualquer reforma ou restauro deve seguir as diretrizes do Iphan. A Praça dos Três Poderes, além de sua relevância institucional, é conhecida por não ter árvores ou sombras, mas conta com atrações como o monumento Os Candangos, o Centro de Informações Turísticas, uma maquete do Plano Piloto de Brasília e o Pombal, além da Pira da Liberdade e do Mastro da Bandeira com a mais alta bandeira do Brasil. A restauração promete revitalizar esse espaço essencial para a história e a cultura brasileiras.

Destaques