Ataque de abelhas em Belo Horizonte: como agir em situações de risco

Após incidente em bloco de Carnaval, especialistas compartilham dicas de segurança para evitar complicações durante encontros com enxames

Por Plox

06/02/2024 09h45 - Atualizado há 4 meses

Durante um bloco de Carnaval em Belo Horizonte, um ataque de abelhas causou alarde e resultou na hospitalização de pelo menos duas pessoas. O ocorrido na praça próxima à Avenida Brasil, um dos circuitos carnavalescos da cidade, destacou a importância do conhecimento sobre como agir diante de enxames. Uma ação inadequada de um pedestre, que atirou um objeto na colmeia, desencadeou o ataque. Em resposta, o tenente Henrique Barcellos, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, ofereceu orientações cruciais para lidar com tais situações.

DIVULGAÇÃO / FUNED

 

Evitar Provocações: Conforme explicado por Barcellos, jogar objetos em colmeias apenas aumenta o agito das abelhas, podendo levar a um ataque massivo, considerando que um enxame pode alcançar até 90 mil abelhas.

Ação de Fuga: A recomendação é correr em zigue-zague, o que dificulta a perseguição por parte das abelhas, segundo o porta-voz.

Auxílio Mútuo: É importante ajudar indivíduos com mobilidade reduzida a se afastarem do perigo.

Proteção Vital: Proteger o pescoço com as mãos ou com peças de roupa é essencial, uma vez que picadas nessa região podem inflamar, dificultando a respiração.

Silêncio é Seguro: O barulho pode intensificar a agressividade das abelhas. Portanto, manter-se calmo e silencioso ajuda a evitar ataques.

Solicitar Ajuda Profissional: Em caso de ataque, é crucial acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros pelo número 193 para receber orientações e garantir a segurança tanto das vítimas quanto do controle do enxame.

Destaques