DER-MG amplia fiscalização nas rodovias durante o carnaval para prevenir acidentes

Operação especial conta com 124 ações de fiscalização visando a segurança e a conscientização dos motoristas nos dias de festa.

Por Plox

06/02/2024 14h31 - Atualizado há 4 meses

O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) iniciou, nesta terça-feira, 6 de fevereiro, uma série de operações de fiscalização nas rodovias do estado para garantir a segurança durante o Carnaval. As ações, que se estendem até o dia 13 de março, acontecem em pontos estratégicos com grande fluxo de veículos, como é o caso do km 7 da BR-356, próximo ao BH Shopping, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. No total, serão realizadas 124 fiscalizações ao longo dos quatro dias de festividades, envolvendo 52 equipes da corporação.

Foto: DER-MG/Divulgação

O foco das operações é distribuir materiais educativos aos motoristas, ressaltando a importância do cumprimento das leis de trânsito e dos riscos associados à combinação de álcool e direção. A iniciativa visa também aplicar as devidas penalidades aos condutores que forem flagrados em veículos em situação irregular ou proibidos de circular, conforme estabelece o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O governo de Minas enfatiza que ações preventivas como estas são realizadas regularmente, recebendo um reforço em períodos de feriados prolongados, como Carnaval, Semana Santa, Natal e Ano Novo, além de datas significativas para a conscientização no trânsito, como o Maio Amarelo e a Semana Nacional do Trânsito. Essas estratégias fazem parte dos esforços do departamento em contribuir para a meta do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), que visa reduzir pela metade o número de acidentes no estado.

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) indicam que, entre 2013 e 2022, mais de 37 mil pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito em Minas Gerais, enquanto outras 235 mil foram hospitalizadas devido a lesões sofridas nessas ocorrências. A SES-MG aponta como principais fatores de risco a alta velocidade, a direção sob efeito de álcool ou outras substâncias e o não uso de dispositivos de segurança.

 

Destaques