Secretário de Estado de Saúde diz que mês de abril deve ter muitas mortes por covid em Minas

Fábio prevê que durante esse mês de abril as mortes decorrentes da covid-19 continuem subindo em Minas

Por Plox

06/04/2021 19h02 - Atualizado há 13 dias

Na manhã desta terça-feira (6), o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, disse que esse mês de abril será bem mais difícil para o Estado em relação ao número de mortes da covid-19. “Nós ainda vamos ter um mês de abril muito duro'', declarou em entrevista à Rádio Itatiaia.

Na oportunidade, foram detalhadas as medidas restritivas impostas pela onda roxa nos 853 municípios de Minas, já sobre a polêmica de realização de missas e cultos, ele pediu para que as pessoas não frequentem esses locais com aglomerações.

Com a subida no número de pacientes internados nos hospitais públicos e particulares, Fábio prevê que durante esse mês de abril as mortes decorrentes da covid-19 continuem subindo em Minas, tendo uma melhora apenas no mês de maio.

“Todo mundo que entra no hospital demora cerca de 15 dias para, ou evoluir a óbito, ou ter alta. Nós ainda vamos ter um mês de abril muito duro. Acredito que em maio a gente consiga ter uma queda mais significativa dos óbitos. Mas ainda vamos variar com muitas mortes no mês de abril inteiro”, disse o secretário.

 

Foto: Reprodução

 

Outro ponto citado foi a decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que suspendeu até a próxima quinta-feira (7) o toque de recolher feito em todo o estado de 20h às 5h.  

“O importante é que, apesar do toque de recolher ter sido suspenso até quarta-feira, as atividades ditas como essenciais não mudam. A circulação provavelmente não deve ser muito afetada no período noturno, já que as atividades não estarão funcionando, que é o que acreditamos que seja o maior motivador da circulação das pessoas”, completou Fábio Baccheretti.

PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021