Bebê de seis meses é morto a tiros durante confusão familiar

Um parente dos pais do bebê, que mora em uma casa próxima, teria efetuado os disparos

Por Plox

06/04/2023 17h46 - Atualizado há cerca de 1 ano

Um bebê de apenas seis meses foi baleado durante um desentendimento familiar e morreu. O caso aconteceu na terça-feira (4), em Guaraci, cidade no norte do Paraná. Os pais do bebê também se feriram.

Segundo informações da Polícia Militar do Paraná, um indivíduo, parente dos pais do bebê, que mora em frente a casa da família, teria efetuado os disparos. O grau de parentesco do suspeito com a família não foi divulgado.

Crime ocorreu em Guaraci. Foto: reprodução/ Prefeitura de Guaraci

 

Conforme os relatos, o bebê não resistiu aos ferimentos após ser atingido em diferentes partes do corpo. A mãe do recém-nascido sofreu ferimentos no pescoço e no braço, enquanto o pai foi baleado no abdômen. Ambos foram levados para uma unidade de saúde.

Após o ocorrido, o suspeito fugiu do local e a Polícia Militar segue em busca do acusado. Em março deste ano, o casal já havia registrado um Boletim de Ocorrência relatando ameaças feitas pelo suspeito.

Ainda não se sabe qual seria a motivação da confusão. A Polícia Civil do Paraná irá investigar o caso.

 

Homem é assassinado enquanto jogava sinuca

Na noite de quarta-feira (5), um homem, identificado como Bruno Henrique Ferreira Santos, de 27 anos, foi morto enquanto jogava sinuca. O fato ocorreu em um posto de combustível, em Cascavel, no Paraná.

Homem morto a tiros. Foto: reprodução

 

Conforme os relatos, Bruno Henrique estava em uma mesa de sinuca quando foi tingido por disparos de arma de fogo. Ele tinha passagens na polícia. Um vídeo registrou o momento do crime:

 

Segundo as informações, a Polícia Militar esteve no local, registou a ocorrência e iniciou as diligências para levantar informações do crime e quem seria o autor dos disparos. Um carro, um Chevrolet Monza, foi encontrado incendiado e o veículo teria sido usado na fuga.

A Polícia Científica e o Instituto Médico Legal (IML) foram acionados para o trabalho de praxe. A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios em cascavel, irá investigar o caso.

Destaques