Audiência no MPT chega a um consenso sobre transporte público em Timóteo

06/07/2019 08:06

Município não terá aumento de tarifa de ônibus sem um amplo estudo sobre mobilidade urbana na cidade

Publicidade

Em audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT), realizada nesta sexta-feira (5), a Prefeitura Municipal de Timóteo (PMT) e Autotrans, chegaram a um consenso sobre o transporte público na cidade. No início desta semana representantes da empresa se reuniram com o prefeito de Timóteo Douglas Willkys, e ficou acertado que o Município iria suspender a taxa de administração (CGO) cobrada da concessionária. Na oportunidade, o prefeito reiterou que só concederá reajuste após um amplo estudo em torno da prestação de serviço pela concessionária e de cláusulas do contrato entre as partes.

A PMT informou ainda que vai promover uma licitação para a contratação de uma empresa, que será responsável pela elaboração do Plano de Mobilidade Urbana do município. O plano visa reorganizar todo o sistema viário, bem como as questões relacionadas ao transporte, ao trânsito e ao plano cicloviário da cidade. Somente após a contratação da empresa é que a discussão em torno da tarifa do transporte público será retomada.

Durante a sua intervenção, o procurador do município Humberto Abreu reiterou a disposição de o Município em dialogar com as partes envolvidas na questão. Ele aproveitou também para agradecer a compreensão da concessionária, do sindicato, bem como a disposição do MPT em realizar a mediação do imbróglio.

Foto: divulgação/PMTpmt

Imagem da reunião entre PMT e representantes da Autotrans.


 



Publicidade