Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Pacientes em estado grave dividem espaço com corpos em Unidade de Emergência no RJ

    Devido a lotação do necrotério, alguns corpos ficam em salas junto com os pacientes 

    Por Plox

    06/08/2019 19h42 - Atualizado há mais de 2 anos

    Alguns pacientes que estão internados na Sala Vermelha, local onde ficam os pacientes em estado mais grave, do CER (Coordenação de Emergência Regional) da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro-RJ, estão dividindo espaço com corpos, devido a falta de espaço no necrotério.

    Segundo funcionários, além de já ter que lidar com a situação enferma, os pacientes têm que ficar junto com os corpos que deveriam ir para o necrotério. “Pacientes lúcidos ainda e tendo que lidar com essa situação de ficar vendo esses pacientes mortos, no meio da Sala Vermelha, por não ter espaço no local adequado que é o morgue, o necrotério”, disse um funcionário.

    Ainda segundo os funcionários, eles estão tendo que optar por qual paciente vai receber tratamento, devido a falta de insumos, equipamentos e medicamentos. “Muito complicada essa situação porque a gente teve que ficar escolhendo qual paciente que ia usar tal equipamento e qual não ia. Tendo que colocar medicação de altíssimo risco para a vida dos pacientes sem a bomba infusora, que é a bomba infusora que controla essa quantidade de remédio que entra no paciente, podendo levar até a morte do paciente”, disse outro funcionário do local.

    Uma mulher, cujo o pai está internado desde sábado (3), após ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC), desabafou a reportagem de uma emissora de TV. “Ele estava sem sonda. Tinha sonda lá dentro e ninguém deu nada. Ele estava desde segunda-feira sem comer. E eu pedindo sonda, pedindo socorro. E por negligência médica, agora ele está na Sala Vermelha, sendo entubado nesse momento. E é só Deus”, disse.

    CER-rioFoto: reprodução TV
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]