Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Com aeroporto fechado, homem cai em golpe ao comprar passagem aérea saindo do Vale do Aço

    A vítima chegou a pagar mais de R$ 500,00 na passagem

    Por Plox

    06/08/2021 13h31 - Atualizado há 4 meses

    Na noite dessa quinta-feira (5), um homem de 29 anos foi vítima de um golpe depois de tentar viajar para o Maranhão de avião. A vítima pagou de R$ 500,00 por uma viagem que não aconteceu. O boletim foi registrado na Avenida João Valentim Pascoal, no Centro de Ipatinga, Minas Gerais.

    Segundo o homem, ele procurou um site de viagens pela internet para comprar passagem aérea, com destino para São Luiz, no Maranhão. Sendo assim, fez contato com uma atendente que passou o nome de Samantha e disse que representava as duas empresas aéreas.

    WhatsApp-Image-2019-10-08-at-13.43 1
    Foto: Marcelo Augusto / Plox / Arquivo

     

     

    A vendedora lhe ofereceu a passagem com origem do Aeroporto Regional do Vale do Aço, com destino para o aeroporto de São Luiz do Maranhão, sendo o voo agendado para às 20 horas de ontem. A vítima então realizou um PIX no valor de R$ 534,00. 

    Mas, ao chegar no aeroporto, localizado na cidade de Santana do Paraíso, por volta de 19h, foi informado pelo vigilante que o mesmo estava em reforma e que não havia voos agendados para aquele aeroporto, tendo a vítima constatado que tinha caído em um golpe.

    Aeroporto do Vale do Aço retorna com voos em setembro

    O retorno dos voos no Aeroporto Regional do Vale do Aço, localizado no município de Santana do Paraíso, Minas Gerais, está previsto para o mês de setembro deste ano. Com a volta do aeroporto, será possível um aumento na movimentação econômica da região, aliviando os impactos gerados pela Pandemia. 

    Fechado desde 2020, o aeroporto está passando por uma grande reforma com custo total de R$ 13,2 milhões, sendo que 90% desse valor será pago pelo governo federal, conforme informou o diretor do Departamento de Investimento da Secretaria Nacional de Aviação Civil, Eduardo Bernardi. O restante será pago como contrapartida pelo estado.

    De acordo com Ronan Fernandes, representante da Infraero e responsável pela administração do aeroporto, atualmente são 32 voos semanais programados, o que dá cinco voos diários. No entanto, ainda não é possível afirmar se esse número poderá aumentar, pois, segundo ele, o aeroporto tem uma restrição de operação em função da portaria N. 908/2016 da ANAC. “Não é uma exclusividade de SBIP [código], vários aeroportos brasileiros receberam essas restrições”, explicou.

    Ainda segundo Ronan, não é possível prever se novas companhias aéreas passarão a operar no Vale do Aço. Contudo, a obra da pista é considerada apenas o primeiro passo para que esse antigo desejo da população seja possível. A Azul Linhas Aéreas é a única companhia que oferta voos na região. O representante da Infraero explica que, na atual situação, para receber novas empresas a Azul teria que abrir mão de alguma frequência que ela utiliza.

    Sobre as obras

    Em conversa com o presidente da FIEMG Regional, Flaviano Gaggiato, ele destacou o bom andamento das obras no Aeroporto Regional do Vale do Aço. “As obras estão indo muito bem. Já tiraram toda a parte central da pista e retiraram toda a escória, substituindo por brita e estão compactando. As obras estão indo bem também na região do pátio. A princípio, no mês de agosto, termina essa parte e no mês de setembro a gente já volta com os voos da Azul”, disse.

     

    Foto enviada ao WhatsApp do PLOX

     

    Perguntado sobre a possibilidade do aeroporto receber aviões com maior capacidade de passageiros, a situação é mais complexa. De acordo com Flaviano, seria necessário a elaboração de um plano diretor para ser apresentado e apreciado pela ANAC. “Em relação às aeronaves maiores, primeiro a gente precisa de um plano diretor para o aeroporto, porque aí isso implicaria em construir um terminal novo. Aquele está muito próximo do pátio de manobra de aeronave e isso depende de apresentar o plano diretor para a ANAC aprovar e depois conseguir os recursos para isso. Isso seria uma coisa mais pra frente”, finalizou.

    O anúncio do retorno dos voos comerciais no Aeroporto Regional do Vale do Aço a partir de setembro foi feito em audiência pública da Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Na reunião desta terça-feira (22), também foram discutidos planos de ampliação da infraestrutura aeroportuária, apontada pelos participantes como essencial para o crescimento econômico da região. A reforma da pista foi uma das propostas da deputada estadual Rosangela Reis.

    Foto:Sarah Torres/ALMG

    O contrato com esse arranjo foi firmado ainda em 2019, mas as obras só começaram este ano, em função das limitações impostas pelo calendário eleitoral de 2020 e pelo posterior período chuvoso, ainda de acordo com Eduardo Bernardi, diretor do Departamento de Investimento da Secretaria Nacional de Aviação Civil. A pista está sendo totalmente refeita e todos os pavilhões do aeroporto passam por manutenção.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]