Participante de "A Fazenda" diz ter ouvido frase racista da produção: "Senta aí, macaco"

06/11/2019 11:10

Rede Record ainda não se pronunciou sobre o caso

Publicidade

Na noite dessa terça-feira (5), a participante do reality show “A Fazenda”, da Rede Record, Sabrina Paiva, disse ter escutado dos vidros (onde ficam pessoas da produção do programa) alguém dizer a frase “Senta aí, macaco”.

“Eu acho que aquilo foi para mim, de verdade. Eu era a única que estava tomando água. Estava todo mundo sentado, aí eu ouvi alguém dizer: ‘Senta aí, macaco’ e um palavrão”, disse a miss em conversa com Hariany e Andréa Nóbrega.

75207290 1000480836955229 3379144244075525260 n Foto: Reprodução/Instagram

O caso foi confirmado por Hariany, namorada do ipatinguense Lucas e amiga de Sabrina, afirmou também ter escutado a fala racista. “Ele falou sim, senta aí logo, macaco”, disse Hariany.

Logo após a conversa, a produção do reality cortou a conversa e mudou para os peões que estavam na sala. Um pouco mais tarde Sabrina ganhou a prova do fazendeiro.

Após os internautas se manifestarem pedindo esclarecimentos da Record no Twitter, a emissora, por meio de nota, confirmou que um operador de câmera "fez um comentário racista a respeito da participante Sabrina Paiva". A emissora informou também que "a produtora Teleimage (que presta serviços à Record TV e é a contratante do operador de câmera), identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente."

A Record disse "repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito" e que, como se trata de ofensa racial, "será informado à participante Sabrina Paiva que a ela será dado o direito de fazer a representação legal ao ofensor, se assim quiser e no momento que desejar".

Por meio de nota divulgada no perfil oficial da ex-miss no Twitter, os assessores disserm que vão “entrar em contato com a produção do programa” e vão “exigir esclarecimentos”. “Não vamos nos calar, pela Sabrina e por todos que sofrem qualquer tipo de preconceito racial”, afirmam.

 

 



Publicidade