Paulistanos comemoram com panelaço retorno da energia após apagão histórico

Moradores celebram o retorno da luz enquanto outros ainda enfrentam cortes; Enel Distribuição São Paulo trabalha no reparo

Por Plox

06/11/2023 10h13 - Atualizado há 9 meses

Moradores da zona sul de São Paulo manifestaram alívio e comemoração com o retorno da energia elétrica após um apagão de mais de 53 horas, iniciado por um forte temporal na tarde de sexta-feira. A celebração foi marcada por panelaços e expressões de contentamento nas redes sociais na noite de domingo. O jornalista Tiago Scheuer compartilhou em seu perfil o fim do "martírio", embora tenha ressaltado que a normalização do serviço ainda não era uma realidade em todos os bairros da capital.

 

Foto: Rafhaela Martins / Divulgação

Apagão Persistente 

Ainda assim, a situação permanece crítica para muitos paulistanos. Usuários das redes sociais relataram mais de 55 horas sem energia, destacando prejuízos com alimentos estragados e dificuldades decorrentes da falta de eletricidade. A Enel Distribuição São Paulo, empresa responsável pelo fornecimento, informou que as áreas mais afetadas são as zonas sul e oeste, e a previsão é que a energia seja totalmente restabelecida até terça-feira.

 

Esforços e Desafios 

O prefeito Ricardo Nunes, na noite de domingo, divulgou vídeos acompanhando os esforços da Enel para solucionar o problema em bairros como Vila Clementino e Vila Mariana. A prefeitura destacou a complexidade dos trabalhos, principalmente quando envolvem riscos associados a fios elétricos e árvores caídas. A crise afetou aproximadamente 2,1 milhões de clientes, e cerca de 413 mil continuavam sem energia elétrica até a última atualização no domingo.

 

Contato com a Enel 

Os consumidores têm à disposição diversos canais de atendimento da Enel para reportar problemas e buscar informações. A central de relacionamento atende pelo número 0800 72 72 120, e a central de emergência pelo 0800 72 72 196. A empresa também disponibiliza um serviço para deficientes auditivos e o contato via WhatsApp com a assistente virtual "Elena". Além disso, a ouvidoria da Enel pode ser acessada pelo telefone ou correspondência para aqueles que não conseguiram resolver suas demandas por outros meios.

Destaques