Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Três suspeitos de torturar e atirar em policiais morrem em confronto com a PM em MG

    Por Plox

    07/01/2020 10h54 - Atualizado há quase 2 anos

    Na noite desta segunda-feira (6), a Polícia Militar confirmou a morte de três indivíduos suspeitos de estarem envolvidos na tortura e tentativa de homicídio de dois policiais militares na  Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Eles morreram, segundo a PM, em confronto com a Rotam na cidade de Ibirité-MG. Outros dois suspeitos foram presos. 

    divulgacao-fhemig-22 Foto: Divulgação/Fhemig
     

    Segundo a PM, na madrugada do mesmo dia, em Igarapé-MG, na RMBH, os suspeitos torturaram os policiais coronel Alex de Melo e a cabo Raiana Figueiredo. Ao perceberem que eram policiais, os suspeitos teriam agido com ódio, conforme tese da corporação confirmada por um relato de um dos detidos aos militares, e teriam chegado até a se agredirem.
     
    De acordo com o Boletim de Ocorrências, os suspeitos, que invadiram a casa do militar, dispararam duas vezes contra cada um dos policiais. O coronel, de 50 anos, teve a cabeça atingida por disparos e foi levado ao Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital João XXIII em Belo Horizonte. A cabo, de 34 anos, teve a cabeça e as costas atingida. Além dos disparos, os bandidos provocaram uma fratura exposta em sua perna. Ela foi levada pelo helicóptero da PM para o mesmo hospital devido à gravidade dos ferimentos.
     
    Os bandidos teriam deixado a casa e fugido em um veículo de propriedade da cabo, abandonando-o e incendiando-o em seguida. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), teria avistado o veículo passando por uma câmera de segurança de um posto na cidade de Betim-MG, ainda na RMBH.
     
    Assim, o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime (Gaeco), conseguiu identificar um dos suspeitos, este que foi preso no município de Ibirité-MG, longe dos demais suspeitos e teria confessado aos militares ser participante do crime. Segundo a PM, o suspeito detido informou a localização dos demais suspeitos.
     
    Ao se deslocarem ao local, a PM disse que os militares foram recebidos a tiros pelos suspeitos. O confronto entre os suspeitos e a Rotam só acabou com a morte de três deles e a prisão de mais um. 
     
    A Polícia Civil investiga o caso. Segundo a PM há a possibilidade de existirem mais envolvidos na quadrilha. 
     
    Não há informações sobre o estado de saúde dos dois militares feridos.

    Confira a nota divulgada pela PM:
     

    O Comando-Geral da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) instituiu na manhã desta segunda-feira(06.01) uma força-tarefa que já está atuando para identificar os responsáveis pelo ataque brutal e covarde ao casal de policiais militares - coronel da reserva, Alex de Melo, de 50 anos, e cabo Raiana Rodrigues Figueiredo, de 34, ocorrido nessa madrugada em Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Como ocorrido em outros episódios, dentro dos esforços de atuação da PMMG, o último protocolo é a instituição de uma força-tarefa que é coordenada pelo chefe do Estado-Maior da PM, coronel Marcelo Fernandes, e que só será desfeita quando a missão final for cumprida e os autores presos. 
     
    Além das unidades que atuam na região da ocorrência, dos Comandos de Policiamento Especializado (CPE) e de Aviação do Estado (COMAVE) e da Diretoria de Inteligência (Dint), a força-tarefa conta com o apoio de dois delegados da Polícia Civil e um promotor de Justiça. Um Posto Integrado de Comando (PIC) foi instituído no local onde aconteceu o fato.  
     
    Cabe ressaltar ainda que uma equipe de profissionais da área de Saúde da corporação está no HPS apoiando as famílias.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]