Ipatinga terá núcleos de Defesa Civil formados por voluntários

Os Núcleos de Defesa Civil são formados por cidadãos da comunidade e atuam como facilitadores das ações da Defesa Civil na cidade, sempre de forma solidária e voluntária

Por Plox

07/02/2024 14h22 - Atualizado há 2 meses

O Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) de Ipatinga formalizou a criação da comissão que cuidará da implantação de Núcleos de Defesa Civil na cidade (Nupdec’s). Os Nupdec’s são órgãos comunitários previstos no Sistema Nacional de Defesa Civil e que funcionam como elos entre o poder público e a população. São formados por cidadãos da comunidade e atuam como facilitadores das ações da Defesa Civil na cidade, sempre de forma solidária e voluntária. Em caso de desastres em áreas próximas, os voluntários do Nupdec são os primeiros a agir. O coordenador e presidente do Conselho de Defesa Civil, Júlio César Teodoro, fala ao Plox como se tornar um voluntário. Acompanhe.


Em Ipatinga, dois bairros já estão definidos para receber um Nupdec: Canaã e Bom Jardim. O terceiro núcleo ainda terá a localização definida. Interessados em participar ou contribuir com os Nupdec’s devem procurar o Conselho ou a Coordenadoria de Defesa Civil, que fica na sede do Corpo de Bombeiros, no Centro.

 


A formação dos núcleos é um compromisso da atual gestão do Conselho, que vislumbra a ampliação dos serviços e o atendimento à população com maior agilidade. Além do socorro aos necessitados, a Defesa Civil atua também na proteção e na assistência rotineira da população em situações de vulnerabilidade ou necessidade emergencial. 
O prefeito Gustavo Nunes acredita que os núcleos terão um papel importante junto à administração e aos órgãos de segurança integrados à Defesa Civil. “Eu não tenho dúvidas de que os Nupdec’s vão desenvolver processos continuados de orientação permanente junto à população, tendo como principal objetivo a prevenção e a minimização dos riscos e desastres nas áreas de maior vulnerabilidade. Significa que poderemos estar, efetivamente, mais próximos do cidadão”, disse.


 

Destaques