Estudo aponta que CoronaVac é eficaz contra variante brasileira

O estudo foi realizado em 67 mil trabalhadores da saúde em Manaus

Por Plox

07/04/2021 15h12 - Atualizado há 15 dias

Um estudo demonstrou a eficácia da vacina CoronaVac em 50% contra a variante brasileira da Covid-19, identificada como P.1. O estudo foi realizado em 67 mil trabalhadores da saúde em Manaus. 

De acordo com os resultados preliminares, a eficácia foi apresentada após 14 dias da aplicação da primeira dose. Ainda não há informações da efetividade 14 dias após a segunda dose. 

Foto: Layara Andrade/Plox

Em entrevista a um canal de televisão, o médico responsável pelo estudo, Julio Croda, disse que os resultados trazem tranquilidade. "É uma tranquilidade. Enquanto a gente tiver a P.1 como variante predominante, o Ministério da Saúde e as secretarias estaduais podem continuar administrando a vacina porque ela vai trazer algum impacto do ponto de vista do controle da doença", disse. 

O médico explicou a metodologia dos estudos. “A gente verificou quem desses tinha tido a doença e foi checar se ele tomou a vacina. A partir desses dados a gente conseguiu calcular a efetividade da vacina, que é a eficácia na vida real, no mundo real”. 

"Esses resultados são encorajadores porque a CoronaVac continua sendo efetiva na redução de risco de doença sintomática em um cenário com mais de 50% de prevalência de P.1. Esses achados apoiam o uso contínuo dessa vacina no Brasil e em outros países com a circulação da mesma variante", disse Vebra Covid-19 em nota, grupo responsável pelos trabalhos. 

O grupo deve divulgar mais informações sobre o estudo ainda na tarde desta quarta-feira (07).

PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021