Fabriciano cria grupo de apoio para mães de crianças especiais

07/05/2019 15:25

O grupo de apoio surgiu pensando nas dificuldades diárias encontradas pelos pais de crianças especiais, na busca por informações, conhecimentos e assistência ideal

Publicidade

A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança Educacional, inaugura no dia 08 de Maio, a partir das 14 horas, na Secretaria de Educação, um grupo de apoio para mães de crianças especiais. O primeiro encontro contará com mães de crianças autistas. O grupo tem como objetivo auxiliar na compreensão do transtorno e ajudar em situações de dificuldades enfrentadas por elas.

Grupo de apoio ao autismo (Foto: divulgação)Grupo de apoio ao autismo (Foto: divulgação)

O grupo de apoio, cujo nome será escolhido com a participação das mães, surgiu pensando nas dificuldades diárias encontradas pelos pais de crianças especiais, na busca por informações, conhecimentos e assistência ideal para os seus filhos. São esperadas neste primeiro encontro 66 mães de crianças com autismo, que foram recém diagnosticadas e, que fazem parte da  Educação Infantil e Ensino Fundamental da rede municipal de ensino.

A Gerente Pedagógica, Neuza Viana, explica que o grupo de apoio serve não só para ajudar os pais a compreenderem o transtorno, mas também para os educadores que trabalham diariamente com essas crianças. “Trabalhar com crianças autistas é um desafio para todos os educadores. O autismo é um transtorno desconhecido por muitos. Requer estudos, muita leitura, dedicação e vontade política de ver em cada educando autista a possibilidade de sobrevivência, inserção social e sucesso. Este é o primeiro encontro de muitos outros,” conclui.

Grupo de apoio ao autismo (Foto: divulgação)Grupo de apoio ao autismo (Foto: divulgação)

O encontro contará com uma palestra com a fonoaudióloga da Secretaria de Governança de Saúde, Marli Dias Faustino, que terá como tema “Meu filho é autista. E agora?”. Em seguida, as mães participarão de uma roda de conversa, onde poderão compartilhar histórias e troca de experiências.

Atualmente a rede municipal de Coronel Fabriciano atende cerca de 230 crianças na educação inclusiva, com diferentes patologias em tempo regular, 66 delas são diagnosticadas com autismo. Para atender os alunos da Educação Infantil, Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) com necessidades especiais, são disponíveis nas escolas e CMEIs do município cerca de 80 profissionais de apoio.

Grupo de apoio ao autismo (Foto: divulgação) (Foto: divulgação)

O Secretário de Governança Educacional, Carlos Alberto Serra Negra, chama a atenção de todos no sentido de verem a evolução que o município tem tido com as crianças com deficiência, principalmente, as autistas. “O município vem inovando e dando condições às crianças e jovens de se desenvolverem juntos com as classes regulares de ensino, não somente em sala de aula, mas também nas atividades externas das escolas”, conclui.



Publicidade