Pai põe fogo em carro depois de prender a filha de 3 anos à cadeirinha

07/05/2019 16:03

O crime chocante aconteceu, segundo a polícia, porque o homem estaria lutando judicialmente com Cherone Coleman pela guarda da filha

Publicidade

“Animal, covarde”. Assim descreveu a tia de uma menininha de apenas três anos que foi barbaramente assassinada pelo próprio pai em Nova York, Estados Unidos. Martin Pereira, 39 anos, colocou Zoey no veículo, atou os cintos da cadeirinha com a menina e colocou fogo no carro.

Reprodução

Foto: Facebook/Reprodução

Ele usou gasolina no carro e há suspeitas de que ele tentava se matar, já que um transeunte chegou a ver Martin saindo do carro pegando fogo. Essa pessoa o ajudou, levando um cobertor para apagar as chamas.

Os bombeiros removeram a menina do automóvel, a levaram para uma unidade de saúde, mas ela não resistiu. “Ele matou um bebê. Queimou ela viva. Isso não é um ser humano, é um animal. Covarde”, escreveu revoltada, a tia de Zoey numa rede social.

Martin evadiu do local depois do crime, mas depois foi localizado sem roupas, apenas de cuecas, tentando aliviar a dor. Ele está se restabelecendo das queimaduras sob a guarda da polícia. 

O crime chocante aconteceu, segundo os oficiais, porque o homem estaria lutando judicialmente com a mãe de Zoey, Cherone Coleman, para ter a guarda dela. Desde março, a mulher se mostrava preocupada com o comportamento do pai da menina, mas ela não teria impedido as visitas dele à filha.

Foto: Facebook/Reprodução

0_Martin-Pereira-the-father-of-a-three-year-old-named-Zoey-who-was-burned-alive-in-a-car-with-its-doo2

Foto: Facebook/Reprodução

Atualizada às 17h04



Publicidade