Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Médica suspeita de vender atestados é ouvida pela polícia em Goiás

    Profissional teria comercializado mil laudos por R$ 200 cada para pessoas que queriam se vacinar contra covid-19

    Por Plox

    07/07/2021 13h02 - Atualizado há 3 meses

    Uma médica suspeita de comercializar cerca de 1,1 mil atestados de comorbidades na cidade de Catalão, em Goiás, negou as irregularidades em depoimento à Polícia Civil nessa segunda-feira (6). A corporação vai investigar se alguém falsificou a assinatura da profissional.

    De acordo com a PCGO, D. M. da Silva afirmou que só entregou documentos a pacientes que ela, de fato, atendeu. No entanto, pessoas que passaram por oitivas na polícia afirmaram que compraram os laudos por valores de até R$ 200. Eles também disseram que sequer foram entrevistados pela profissional.

    Profissional da medicina atende há 38 anos na cidade de Catalão. Foto: reprodução/ Pixabay

     

    Outro fato que precisa ser investigado é que, como ela disse que só deu atestados a quem atendeu, e como ela recebe uma média de 15 a 20 pessoas por dia, a quantidade de documentos médicos apurados com a assinatura dela em apenas um mês já é maior do que o número de consultas possíveis.

    A polícia ainda informou que vai analisar as assinaturas presentes nos laudos, como forma de confirmar se são da médica ou se foram falsificados. O inquérito teve início após constatação de que grande quantidade de atestados era de um mesmo profissional e quase sempre relacionados a pacientes, mesmo jovens, com asma.

    Caso ocorreu em Catalão. Foto: reprodução/ Google Street View
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]