Corujão da Saúde já atendeu mais de 13 mil pacientes em Fabriciano

07/08/2019 12:00

Publicidade

Implantado pela administração em abril de 2017, o programa Corujão da Saúde tem gerado resultados positivos para a saúde em Coronel Fabriciano, segundo a prefeitura. De acordo com o levantamento realizado pela Secretaria de Governança da Saúde, entre janeiro e julho deste ano, foram mais 13 mil atendimentos, sendo 7.821 clínicos e 5.012 pediátricos.

O funcionamento nos últimos dois anos, somado com os números de 2019, já foram mais de 43 mil atendimentos clínicos e pediátricos realizados em prol da população. Para o Prefeito Dr. Marcos Vinícius, o número expressivo é resultado do investimento do município na atenção primária. “Estamos trabalhando muito para que as pessoas recebam um atendimento médico digno, seja no Corujão, nas UBS’s ou no Hospital Dr. José Maria Morais. O excelente resultado  do Corujão  também se deve aos trabalhos de prevenção realizados pelas equipes da Saúde da Família, Mexa-se com atividades físicas e os acompanhamentos nas Unidades de Saúde, disse.

Foto: Divulgação PMCFATENDIMENTO-CORUJÃO

Além disso, o atendimento estendido tem reduzido o número de atendimentos no Hospital Dr. José Maria Morais, classificados como verde, sendo pouco urgente, e em alguns casos como amarelo, sendo urgente, segundo o protocolo de Manchester.

O PROGRAMA

O Corujão Clínico é responsável pelo atendimento de pacientes que se enquadram na classificação de risco como de urgência de baixa complexidade, como casos de emergência em clínica médica, pediatria e enfermagem, sem necessidade de agendamento. 

O Secretário de Saúde, Ricardo Cacau, afirmar estar muito satisfeito com a implantação do Corujão, pois, contribuiu de forma ativa na mudança de patamar da saúde em Coronel Fabriciano. “O Prefeito Dr. Marcos Vinícius viu que o município necessitava de um programa que atendesse os trabalhadores, devido o horário de fechamento das unidades de saúde. A ideia de abrir o Corujão foi muito importante para facilitar esse atendimento na atenção primária”, conclui.

A equipe técnica é composta por nove clínicos e seis pediatras que revezam durante a semana, além de um enfermeiro, três técnicos de enfermagem, um farmacêutico, auxiliar de serviço público e profissionais da área administrativa.

Além disso, o programa funciona em um horário estendido, de 16h às 22h, facilitando para quem necessita de um atendimento, mas não pode comparecer a Unidade Básica de Saúde durante o dia. Os profissionais prestam assistência a toda população, além das Equipes de Saúde da Família (ESF), que ficam responsáveis pela organização e atendimento.
 



Publicidade