MG: evangélicos vendem água e doam dízimo para construir casa para família desabrigada

07/08/2019 15:02

O pastor e voluntários da congregação saíram pelos semáforos vendendo água para angariar fundos 

Publicidade

Uma família teve que ser retirada de casa com urgência, pois estava prestes a cair. Com rachaduras tapadas com panos de chão ou lençóis, nos dias de chuva, os moradores colocavam baldes na cabeça para se protegerem das goteiras. A casa foi construída há 30 anos e estava prestes a cair. O caso ocorreu em Juiz de Fora-MG. 

O pastor Bill, como é conhecido na região, e voluntários de uma igreja evangélica saíram pelos semáforos da cidade vendendo água para angariar fundos e ajudá-los. O pastor conta que eles colocaram “uma faixa contando a história da família e isso nos deu um pouco de retorno. Usamos também os dízimos e ofertas da igreja para construir a casa”, explica.

(Foto: reprodução/A igreja)

(Foto: reprodução/A igreja)

Entretanto, há quatro meses os voluntários têm ido às ruas e com R$ 10 mil conseguiram demolir a casa e levantar algumas paredes, porém, o valor não foi suficiente e atualmente a obra está parada. “No início queríamos fazer uma reforma. Para isso, levei profissionais comigo, arquiteto e engenheiro, e quando eles pisaram na casa, afirmaram que a família não poderia mais viver lá. A qualquer momento ela poderia cair”, disse.

(Foto: reprodução/A igreja)(Foto: reprodução/A igreja)

(Fotos: reprodução/A igreja)

A família está abrigada em um local cedido por um parente e o pastor explica que tentou “vaquinha e dízimos da igreja. Fizemos várias ações”. Ainda de acordo com ele, quando recebeu da família o vídeo da chuva molhando o interior da casa, incluindo os móveis, ele achou que uma reforma daria conta de resolver a situação. Mas após visitar o imóvel com profissionais da construção civil, descobriram que “a casa estava desnivelada, torta. Tinha sido construída sem colunas. Não sabemos como ela resistiu de pé por tanto tempo”, informou.

(Foto: reprodução/A igreja)


O portal Razões Para Acreditar está tentando ajudar a família. Clique >>> aqui <<< e saiba mais.

 



Publicidade