"A união do Sul e Sudeste é para somar, não diminuir", defende Romeu Zema

Zema expressou a necessidade de estados do Sul e Sudeste atuarem em conjunto para se protegerem de perdas econômicas no Congresso Nacional

Por Plox

07/08/2023 06h44 - Atualizado há 10 meses

No último domingo (6), Romeu Zema (NOVO), governador de Minas Gerais, recorreu à rede social X, antecessora do Twitter, para emitir um novo posicionamento sobre uma questão polêmica que vem ganhando os holofotes: a atuação do Consórcio Sul-Sudeste. Na publicação, o político reiterou seu entendimento sobre a proposta, que tem sido objeto de acalorados debates.

 

Foto: Gil Leonardi/Novo/Reprodução

Zema reforçou a ideia de que a união das duas regiões não tem a intenção de marginalizar ou prejudicar as demais. Em suas próprias palavras: "A união do Sul e Sudeste jamais será para diminuir outras regiões. Não é ser contra ninguém, e sim a favor de somar esforços. Diálogo e gestão são fundamentais para o país ter mais oportunidades. A distorção dos fatos provoca divisão, mas a força do Brasil está no trabalho em união."

 

Uma visão que divide opiniões

A postagem do governador ocorre em resposta à repercussão de uma entrevista que ele concedeu ao jornal “Estado de S. Paulo” no dia anterior. No sábado (5), Zema expressou a necessidade de estados do Sul e Sudeste atuarem em conjunto para se protegerem de perdas econômicas no Congresso Nacional, como contrapartida aos estados do Norte e Nordeste.

Tais afirmações geraram reações diversas, evidenciando uma clara divisão de opiniões. Alguns políticos nordestinos interpretaram as declarações de Zema como um "lampejo separatista" e um "retrato da ignorância".

Por outro lado, a visão do mineiro recebeu respaldo de grupos políticos que compartilham ideologias semelhantes à sua. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), manifestou apoio ao colega. Defendeu em vídeo para o portal “UOL” que: "Não tem nada a ver com frente de Estados contra Estados ou região contra região. Trata-se de nós nos unirmos em torno do que é pauta comum e importante para os Estados do Sul e do Sudeste".

A discussão sobre o consórcio, atualmente liderado por Ratinho Junior (PSD), governador do Paraná, continua em aberto e a polarização das opiniões não mostra sinais de diminuição. No meio dessa polaridade, Zema se mantém firme em sua postura, defendendo o fortalecimento do diálogo e a união entre os estados.

 

 

Destaques