Conflito em condomínio: Agressão de morador a porteiro após confraternização

As consequências do incidente foram relatadas por duas testemunhas que confirmaram o relato do porteiro

Por Plox

07/08/2023 12h03 - Atualizado há 10 meses

Um prédio localizado no Bairro Salgado Filho, Região Oeste de Belo Horizonte, foi palco de uma discussão acirrada e agressão física entre um morador e o porteiro do condomínio. O conflito ocorreu no domingo, 6 de agosto, após uma confraternização no salão de festas do edifício.

 

(foto: Google Street View)

O incidente começou quando o porteiro, um homem de 42 anos, percebeu um convidado da festa urinando em uma área comum do prédio. Incomodado com o ato, ele decidiu questionar o morador responsável pelo evento. O morador, com 43 anos, não reagiu bem à abordagem e foi atrás do porteiro, chegando até a tentar abrir a porta da guarita, onde a briga continuou pela janela.

O porteiro informou à Polícia Militar que o morador lhe deu um tapa no rosto e afirmou que "ia mandar ele embora, que ele paga o salário dele e que tinha as costas largas". Imagens das câmeras de segurança do prédio confirmaram a versão do porteiro, mostrando claramente a agressão.

 

Reações e Consequências Legais

As consequências do incidente foram relatadas por duas testemunhas que confirmaram o relato do porteiro. Por outro lado, o morador envolvido no confronto explicou à polícia que sua reação decorreu do nervosismo com a forma como o porteiro o abordou, destacando que não mantém uma relação amigável com ele.

A situação culminou na assinatura de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo morador do condomínio, no qual ele se compromete a comparecer ao Juizado Especial Criminal. O incidente  começou com uma comemoração e terminou em violência. 

Destaques