Justiça determina que goleiro Bruno use tornozeleira eletrônica, inclusive em jogos

07/09/2020 15:58

A decisão da Justiça foi tomada após pedido do Ministério Público do Acre

A Justiça decidiu que o Goleiro Bruno Fernandes deverá usar tornozeleira eletrônica durante seu regime semiaberto. O goleiro foi condenado a 20 anos e 9 meses de prisão pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samúdio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho.

Após pedido do Ministério Público do Acre (MP-AC), Hugo Torquato, juiz da Vara de Execuções Penais, determinou que o goleiro, atualmente no Rio Branco-AC, use o equipamento, inclusive durante os treinos e jogos do clube.

Segundo a Justiça, a decisão, que foi divulgada nesta segunda-feira (7), leva em consideração o fato que todos os reeducados em regime semiaberto no Acre usam o equipamento eletrônico.

 

brunoFoto: reprodução
 

Bruno assinou e julho

No dia 26 de julho, o Rio Branco Football Club, time de Rio Branco-AC, anunciou a contratação do goleiro Bruno Fernandes. O anúncio da contratação do jogador foi feito por Neto Alencar, presidente do clube. O time vai disputar a Série D do Brasileirão neste ano de 2020.

Neto Alencar fez o anúncio em um vídeo, que foi divulgado em uma rede social do time acreano. O jogador foi colocado pelo presidente, “como a maior contratação do ano, e uma das maiores da história”, do Rio Branco.

“Quero comunicar a vocês a mais nova contratação do Rio Branco. Eu digo, a maior contratação do Rio Branco esse ano e uma das maiores de sua história. Quero desejar ao Bruno Fernandes boas-vindas, que a gente consiga levar o título do Acreano e o acesso à Série C”, disse Alencar.