Ipatinga

saúde

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Ministério da Saúde bloqueia uso de lotes interditados da CoronaVac

    Objetivo é evitar que doses sejam administradas na população enquanto não há decisão final da Anvisa

    Por Plox

    07/09/2021 00h15 - Atualizado há 14 dias

    Após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditar cautelarmente 25 lotes da vacina CoronaVac no sábado (4), o Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira (6) que bloqueou as cargas no Sistema de Insumo Estratégico da pasta.

    De acordo com o governo, o objetivo é impedir que as doses que tiveram o uso suspenso sejam movimentadas e utilizadas. Além disso, as doses interditadas que já foram distribuídas ou mesmo aplicadas serão "rastreadas pelas equipes técnicas responsáveis e serão monitoradas e controladas até a decisão final da Anvisa".

    Doses interditadas que já foram distribuídas ou mesmo aplicadas serão rastreadas. Foto: reprodução/ Pixabay

     

    Também nesta segunda, o Instituto Butantan, produtor da vacina no Brasil, se reuniu com a Anvisa para tentar liberar os lotes, mas não obteve sucesso. Ao todo, 12,1 milhões de doses produzidas pela Sinovac, na China, foram interditadas. Elas foram feitas em uma fábrica não inspecionada e aprovada pela Anvisa.

    Desse total, o estado de São Paulo aplicou 4 milhões de doses, o que corresponde a cerca de 19% do total, ao longo de toda a campanha. O governo de São Paulo declarou que não foram observadas "intercorrências em termos gerais" nas pessoas que tomaram esses imunizantes.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]