Governo brasileiro anuncia nova licitação para concessão da BR-381 em 2024

Ministério dos Transportes busca atrair investidores com edital mais vantajoso para a 'rodovia da morte'

Por Plox

07/12/2023 07h26 - Atualizado há 4 meses

O governo federal do Brasil, através do Ministério dos Transportes, planeja lançar um novo edital de concessão para a BR-381, apelidada de 'rodovia da morte', em Minas Gerais, no primeiro semestre de 2024. A informação foi divulgada pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, durante uma reunião com parlamentares da bancada mineira na Câmara dos Deputados.

Desafios Anteriores e Estratégias de Atração

A primeira tentativa de concessão desta rodovia, realizada no mês passado, não obteve sucesso devido à falta de interesse das empresas, principalmente pelas complexidades envolvendo a obra de duplicação e desafios geológicos. Renan Filho destacou a necessidade de tornar o edital mais atrativo para os investidores, considerando os altos riscos e a complexidade da obra.

Abordagens Propostas para Viabilização

Entre as estratégias discutidas para aumentar a atratividade do projeto está a utilização de recursos do acordo de reparação dos danos causados pelo desastre de Mariana para a realização das obras mais complexas. Outra possibilidade é o aporte de recursos federais em investimentos prévios ao leilão, uma opção que não foi descartada pelo ministro.

Investimentos e Expectativas

O Ministério dos Transportes espera que a iniciativa privada invista cerca de R$ 10 bilhões ao longo dos 30 anos de contrato. O edital também deve incluir a seleção da empresa com base no menor valor de cobrança de tarifa de pedágio. O ministro expressou seu compromisso em retomar o leilão sob um novo formato no próximo semestre, em colaboração com o Congresso Nacional e o Tribunal de Contas da União.

Destaques