Médico ferido por bala de borracha da PM após assalto em Belo Horizonte

Incidente ocorreu próximo ao Mineirão após jogo de futebol; família critica ação policial

Por Plox

07/12/2023 14h29 - Atualizado há 4 meses

Um médico, identificado como Daniel Teixeira, foi atingido no rosto por uma bala de borracha disparada pela Polícia Militar (PM), na noite desta quarta-feira (6), em um incidente ocorrido próximo ao estádio Mineirão, em Belo Horizonte, após o jogo entre Cruzeiro e Palmeiras. Segundo relatos de familiares, o médico, que estava acompanhado da namorada, foi vítima de um assalto no local, levando à intervenção dos militares.

 

Foto: Arquivo pessoal

Licy Teixeira, mãe da vítima, expressou sua indignação com o ocorrido. "Se tivesse atingido o olho, ele estaria cego. Meu filho foi vítima do assalto e vítima da PM", declarou. Ela criticou a ação da polícia, alegando que, ao invés de proteger, a PM acabou ferindo um cidadão de bem. O médico foi prontamente socorrido e encaminhado ao hospital para atendimento.

 

 

A Polícia Civil, por sua parte, informou que ainda não conduziu nenhum suspeito e que um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso. "A Polícia Militar está ali para proteger as pessoas e não para ferir as pessoas de bem, que estão saindo de um jogo. Ele foi vítima de um assalto, mas a arbitrariedade da polícia foi pior do que o assalto. Foi uma situação grave. A nossa família está indignada com essa ação da polícia, que, ao em vez de defender um cidadão de bem, atinge e fere um cidadão de bem", reiterou a mãe da vítima.

Em resposta às acusações, a Polícia Militar anunciou que a denúncia será devidamente investigada pela instituição. Detalhes adicionais sobre o estado de saúde do médico e o andamento das investigações ainda são aguardados.

 

Destaques